29 dezembro 2014

Resenha | É melhor não saber - Chevy Stevens

Livro:  É melhor não saber
Autor: Chevy Stevens
Serie: Não
Editora: Aqueiro
Paginas: 320
Ano: 2013
Resenha:
Sara Gallagher tem 33 anos e está as vésperas de seu casamento com Evan, um homem totalmente apaixonado por ela e por sua filha Ally, de 6 anos. Ma Sara não está feliz, ela sempre desejou saber quem são seus pais biológicos. Ela já tentou procurá-los varias vezes, mas agora parece que virou uma obsessão, como se sua vida não fosse ficar bem se ela não encontrá-los. Talvez isso não fosse muito importante se seu relacionamento com seu pai adotivo e sua irmã mais nova fosse bom. Mas seu pai, sempre mostrou sua preferência pelas duas filhas biológicas e até hoje é assim, com essa preferencia se estendendo aos netos de sangue, sendo Ally deixada de lado.

Sara consegue sua certidão de nascimento e tanto faz, que consegue falar com sua mãe biológica, Julia. Mas a conversa não é nada do que ela esperava. Sua mãe não a recebe bem e pede que Sara nunca mais a procure. Mas Sara não se conforma e contrata um detetive particular para que ele encontre seu pai. Não demora muito e o detetive descobre a razão da hostilidade da parte de Julia. Sua mãe nada mais é do que a unica sobrevivente do Assassino do Acampamento. Seu pai biológico é um assassino estuprador. Sara fica tão desorientada, que deseja nunca ter procurado seus pais. Ela decide colocar um ponto final nessa história.

Mas Sara não vai conseguir esquecer isso tão facilmente. Não se sabe como, essa informação vai parar na internet e a vida de Sara, Julia e de toda a sua família vira um inferno. Rapidamente seu pai consegue tirar a noticia do ar, mas o mal já estava feito. Sara recebe um telefonema de um homem que diz se chamar John e que é seu pai. Ele quer recuperar o tempo perdido e manter um relacionamento com Sara. Sara não quer de jeito nenhum continuar esses telefonemas, mas a policia insiste que essa é a unica maneira deles prenderem o assassino procurado a mais de 35 anos. Mas esses telefonemas estão acabando com a vida de Sara, afastando-a de sua família e de Evan, enquanto tenta impedir que John cometa mais um assassinato.


Sara é um personagem que a gente ama e odeia. Ao mesmo tempo que eu queria ficar do lado dela por tudo o que estava acontecendo, eu queria esganar ela por não ouvir o Evan, uma pessoa que só queria o seu bem e estava vendo a situação pelo lado de fora. Não vou dizer que entendo a sua obsessão pela procura de seus pais verdadeiros, pois, nunca passei por isso, mas nossa, se sou eu que descubro que meu pai é um assassino procurado, me desculpe a policia, mas eles que façam o seu trabalho. Pode me pressionar o quanto quiser, eu não vou colocar a minha vida e a da minha filha em risco, por um sentimento de culpa imposto por eles. Ajudar é uma coisa, mas a policia chega a um ponto de quase obrigar Sara a colaborar com eles.

Esse é o segundo livro que leio da autora e a exemplo do anterior, Identidade roubada, a história é contada através de sessões com uma psicóloga. Como amei Identidade roubada, a minha expectativa estava alta para essa leitura e felizmente não me decepcionei. O livro é até melhor que o anterior. A autora prende a nossa atenção de uma maneira que não conseguimos parar de ler. A cada capitulo a tensão vai aumentando e a gente não vê a hora de saber o que aconteceu. Mesmo em algumas partes dando para visualizar como será o andamento da história, ela não fica chata nem cansativa. E sem falar no final, quando pensei que a história já tinha acabado, a autora deu uma reviravolta de tirar o folego. Recomendo com certeza para quem gosta do gênero.
Nota:



18 comentários:

  1. Oi,
    Não tinha ouvido falar nesse livro, mas adoro livros com cheios de reviravoltas!
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha e fiquei super interessada nesse livro. Adoro livros assim e quase não tenho nenhuma indicação, então esse post foi muito útil haha
    Adorei seu blog e já estou seguindo. Todo sucesso para você!
    Um beijo

    fotosefelicidades.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Silvana, que livro é esse?? Gente to louca para conferir a história. Amo livros que sejam tensos e prendem o leitor do começo ao fim!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com

    ResponderExcluir
  4. Nesse caso, eu também não iria querer saber não xD Mas adorei saber que o livro é narrado através de sessões de psicólogo :D Já dá todo um diferencial à narrativa! E amo reviravoltas! Beijos!

    www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
  5. Já li outras resenhas positivas e cada vez fico mais curiosa!! Sou apaixonada por livros assim!! Espero conseguir comprá-lo em 2015 :D
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Não conhecia a autora e nem esse livro, parece ser legal e a sua resenha me deu vontade de ler esse livro, pois a escrita da autora parece que é boa.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adoro personagens que eu posso amar e odiar *-* Essa dualidade me encanta. Não tinha lido nenhuma resenha sobre esse livro ainda, mas o titulo é interessante. Que bom que você não se decepcionou com a leitura. Espero gostar tambem

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oiii, tudo bem? Ainda não conhecia esse livro, mas fiquei encantada. Acho que é bem a minha cara, heheheh
    E que bom quando estamos com altas expectativas e não nos decepcionamos né? Pq muitas vezes o contrário acontece :(
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Que ótima a resenha. Eu quero muito ler esse livro, o outro da autora foi tão bom, difícil não ficar com expectativas altas com esse, né? Ainda bem que foi um livro bom. Espero poder ler logo.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing
    thisadorablething.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Sil!
    Eu amei esse livro! Me prendeu o tempo todo e foi tudo fantástico. Em muitos momentos eu odiei Sara e tive vontade de dar uns bons bofetões nela. Eu até entendia a motivação dela em querer saber sobre os pais verdadeiros, mas teve uma hora que passou dos limites.
    Ainda não li Identidade Roubada, mas estou ansiosa. :)
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  11. Olá, Silvana.
    Não conhecia esse livro, mas a premissa é mesmo de arrepiar. O enredo parece ser muito bem armado e a protagonista parece que ganha o leitor sem muita dificuldade.
    Esse livro com certeza vai para minha meta de leitura.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de dezembro

    ResponderExcluir
  12. Oi, Silvana! Nossa, fiquei muito interessado no livro! Amo histórias em que a tensão aumenta a cada capítulo e onde há reviravoltas! <3 Achei bem legal também o modo como você disse que a história é contada! :) Ótima resenha!

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Ei Sil!
    Fiquei intrigada com a resenha e a capa deste livro, promete muitos mistérios!!
    Que bomq vc gostou! Gosto tb de personagens p amar e odiar hahahah!
    Bjos!!

    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  14. Oie Sil =)

    Apesar de não ser muito o meu estilo de leitura, achei a premissa desse bem interessante. Acho que vale a pena dar uma chance.

    Feliz Ano Novo!
    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  15. achei bem interessante o livro e sua resenha me conquistou! gostei do ar de mistério que passa.
    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Nunca li nada da autora, depois da sua resenha fiquei muito curiosa para ler algo! *-*
    Adoro essa capa, <3
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  17. quais sao os nomes dos personagens?

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo