31 outubro 2015

Resumo Literário e Cinéfilo de Outubro/2015

...e assim se solidificou uma amizade.

Olívia

{Filmes/Series}



Silvana


{Filmes/Series}
Minhas notas são as estrelas fora da foto


{Livros}



30 outubro 2015

Tag | Mansão Literária Assustadora

Olá, pessoal. Fui indicada pela Mirelle do blog Recanto da Mi para responder essa tag. Achei que não ia dar tempo de responder esse mês ainda, mas consegui. A Tag original é do Tiago Belloti e foi adaptada pela Mi. Como estamos no fim do mês, não vou indicar ninguém, mas se alguém quiser responder, fiquei a vontade.

A tag consiste em criar a mansão mais mal assombrada e mais assustadora da literatura que nós pudermos imaginar, daquelas que não gostaríamos nem de passar por perto e que seria morte na certa caso fôssemos parar lá. Para isso, devemos escolher um elemento ou personagem de alguma obra literária que já tenhamos lido para preencher cada item abaixo.


UM LOCAL:

Tenho que escolher a casa de Horror em Amityville. Eu li esse livro quando era criança e morria de medo daquela casa. Eu não passava uma noite lá nem que me pagasse.



UM SERIAL KILLER:

Eu não poderia escolher outro que não fosse o Nathan Bardel. Ele é frio, calculista, planeja suas mortes e considera todas as mulheres putas. E o único arrependimento dele é que as vitimas morrem muito rápido e não dá para aproveitar muito.

UM ZUMBI:

Não vou falar quem é o zumbi para não dar spoiler para quem não leu ainda. Mas o zumbi aqui da muito medo.


UM VAMPIRO:

Aqui eu poderia escolher muita gente porque livros de vampiros é o que não falta. Mas a minha escolha é de um vampiro do André Vianco, o Sétimo.


UM ALIENÍGENA:

Não lembro de ter lido muitos livros de alienígenas, mas um que eu li e sei que tem um alienígena muito ruim, é a série Os Legados de Lorien, Sétrakus Rá.


UM ANIMAL:

Para não ficar só nos Harry Potter da vida, vou escolher um animal que me apavorou. o Tubarão hehe.


UM ESPÍRITO / FANTASMA:

Logo de cara me lembrei de Craddock McDermott, o fantasma de A Estrada da Noite. Só um conselho, tenha sempre um cachorro por perto hehe.


UMA BRUXA:

Aqui não tem como não escolher outra pessoa. Eu odeio ela com todas a minha forças. Matou meus personagens mais queridos. Com certeza é a Belatriz, de Harry Potter.


UM LOBISOMEM:

Aqui vou ter que copiar a resposta da Mirelle. Não lembro de ter lido nenhum livro de lobisomem que tenham algum lobisomem mau para eu poder colocar aqui, só o Greyback de Harry Potter de novo hehe. Então tem que ser ele.


UM MONSTRO:  

Pensei em muitos monstros que poderiam esta aqui, mas tem um que é o pior de todos, o ser humano em sua pior forma. E para ilustrar, vou colocar aqui os responsáveis pela fragmentação. Só um monstro seria capaz de fazer isso com seu próprio filho.



28 outubro 2015

Resenha | A Menina da Neve - Eowyn Ivey


Livro: A Menina da Neve
Série: Não
Autora: Eowyn Ivey
Editora: Novo Conceito
Gênero: Fantasia, Drama
Páginas: 352
Ano: 2015

Resenha:
1920. Jack e Mabel, cansados dos olhares de pena dos vizinhos por não terem filhos, tomam a decisão de mudar para um lugar onde esses olhares não machucam. Um lugar afastado de todos, eles vão para o Alasca. Mas o que parecia ser uma solução para seus problemas, só agravou a solidão deles. O lugar é isolado, com um inverno rigoroso, onde o frio e a escuridão impera. E o trabalho é muito árduo. Eles estão cada vez mais distantes e tudo o que Mabel faz, parece lembrar que falta a presença de uma criança com eles. Então ela toma a decisão de tirar sua vida. Para não deixar Jack mal visto pelos outros, ela decide simular um acidente, indo até o rio em um local que ela sabe que o gelo é muito fino. Mas nem isso parece cooperar. Ela atravessa o rio e volta e o gelo continua no lugar.

Jack apoiou sua esposa quando ela quis se mudar, mas as coisas estão cada vez mais difíceis e ele não sabe até quando vão conseguir aguentar, se continuar desse jeito, eles terão que voltar. O serviço é difícil para alguém de sua idade e ele não sabe se vão conseguir sobreviver até a próxima colheita. Então quando um morador ali de perto, oferece ajuda com a plantação, ele aceita. Mabel não gosta nada dessa história porque o combinado era eles ficarem sozinhos. Mas eles acabam passando o dia de ação de graças com os vizinhos, que sugere que Jack mate um alce, assim eles sobreviverão ao inverno. No dia seguinte, a neve tomou conta do lugar e Mabel num impulso começa a construir um boneco de neve. Jack ajuda e em vez de um boneco, eles acabam construindo uma menina. Até luvas e um cachecol vermelho, eles colocam nela.

Durante a noite, Jack acorda e olha pela janela e tem a impressão de ver uma menina correndo entre as árvores. Ele sai lá fora e percebe que o boneco de neve sumiu, inclusive as luvas e o cachecol. Mas o mais curioso, são as pegadas pequenas humanas perto do local em que estava o boneco. No dia seguinte ele resolve seguir as pegadas e acaba encontrando pegadas de raposa perto das outras, mas não encontra nada. Mabel também vê a menina e parece que a raposa está junto com ela. Jack até acaba matando um alce enorme e tem certeza que a menina ajudou ele a encontrar o alce. A menina começa a aparecer com mais frequência e eles começam a duvidar de sua sanidade, afinal como um boneco de neve criou vida e se transformou em seu maior desejo? As visitas da menina cada vez mais frequentes, trazem alegria para suas vidas. Mas até quando isso irá durar? Essa alegria toda irá acabar juntamente com o inverno?
"Era fantástico e impossível, mas Mabel sabia que era real — ela e Jack a tinham feito com neve e galhos e capim congelado. A verdade a impressionou. A criança não apenas era um milagre, como também era criação deles. E ninguém cria vida e a abandona."
A menina da neve é uma história baseada em um conto de fadas russo. Nele, um casal de velhos que não podem ter filhos, faz uma menina de neve e no dia seguinte ela cria vida. Essa é a base do conto, mas o final dele tem várias versões. Não vou contar aqui para não dar spoiler. Eu solicitei esse livro para resenha, mas na verdade não esperava nada dele. É tão bom quando fazemos isso, porque a história tem a chance de nos surpreender. E foi o que aconteceu aqui. A menina da neve é uma história linda, de amor e fantasia, uma história onde o desejo se torna realidade, como mágica. A autora começou tão de mansinho e quando percebi estava completamente envolvida no história. Me perguntava a todo momento se aquilo era real, se estava realmente acontecendo ou se era tudo loucura dos protagonistas. E era tudo tão lindo que eu quero acreditar que era tudo real.

Os personagens são únicos e não tem como não torcer por eles. Mabel não tinha me agradado muito no inicio, mas conforme fui entendendo sua dor, passei a gostar dela e torcer para que tudo aquilo estivesse mesmo acontecendo. Jack ao contrário, já me ganhou logo no inicio. Mesmo ele sendo passivo em alguns momentos, achei linda a atitude dele em ser solidário a Mabel. Garrett, o filho mais novo dos vizinhos, também me ganhou com sua bondade e disposição para ajudar. E Faina, a menina da neve, é a garota misteriosa e arredia, que confunde e atrai. O final deixou meu coração apertado, mesmo já espetando que aquilo fosse acontecer. Enfim, é uma história linda e mágica que indico a todos que gostam de um bom conto de fadas. Mas os reais, não as versões romantizadas da Disney.

Nota: 




27 outubro 2015

Resultado dos desafios de Outubro

Oi, gente. Hoje tem a postagem do resultado dos desafios desse mês. Para quem não sabe, eu estou participando de três desafios esse ano, mas eu já terminei um deles. Quem quiser conferir é aqui. E os outros dois ficaram assim:

I Dare You

Outubro  - Terror

Manjado o mês de Outubro ser o mês de terror, mas não podíamos deixar de fora essa categoria. O clássico dos temas do mês está aqui e queremos que você leia muitos livros de HORROR, TERROR, SUSTO e SUSPENSE. Sentir medo é a única regra, mas não nos ligue caso não consiga dormir de noite.




Livro: O Vilarejo
Série: Não
Autor: Raphael Montes
Editora: Suma de Letras
Gênero: Terror
Páginas: 96
Ano: 2015
Nota: 5/5
Resenha: Aqui








Desafio de Leitura para 2015 - Grupo Devoradores de livros

Um Livro de terror

Eu escolhi:




Livro: Nosferatu
Série: Não
Autor: Joe Hill
Editora: Arqueiro
Gênero: Suspense, Terror
Páginas: 624
Ano: 2014
Nota: 4/5
Resenha: Aqui







Esse mês por coincidência, os dois desafios eram o mesmo gênero. Nosferatu, já estava escolhido desde o começo do ano quando entrei no desafio e O Vilarejo, escolhi agora pelo tanto de resenhas positivas que li dele. No fim, Nosferatu, não foi o que eu esperava porque não fiquei com medo, mas foi um livro muito bom e O vilarejo também não me deu medo, me deu foi nojo de algumas cenas. Mas as duas leituras valeram muito a pena. Espero que o mês que vem seja assim também.


26 outubro 2015

Resenha | A Fortaleza do Dragão - Denise Flaibam


Livro: A Fortaleza do Dragão
Série: Os mistérios de Warthia - Livro 2
Autora: Denise Flaibam
Editora: Independente
Gênero: Fantasia, Aventura
Páginas: 400
Ano: 2014

Contem spoiler do livro anterior. Se não leu o primeiro livro ainda, pule direto para o quarto parágrafo.

Resenha:
O Reino do Norte ficou para trás. Serafine Delay agora vai enfrentar o Reino mais traiçoeiro de Warthia, o Reino do Oeste. Quando Warthia foi dividida entre os quatro irmãos, Jon o mais jovem entre eles, ficou com o Reino do Oeste, o Reino Árido. Jon não considera o Oeste a pior parte de Warthia, ele acha que esse título cabe ao Reino do Sul, que ficou sob o reinado de Maltrus, seu meio-irmão bastardo. Jon é conhecido pelo povo como o destemido, pois, ele luta pela honra do povo. Literalmente, ele luta a frente da guarda real, e é o líder da tropa de arqueiros mais famosa daquele mundo. Ele reina desde seus dez anos e sempre procurou fazer o seu melhor, por isso ele é adorado pelo povo. No momento ele está preocupado com um sonho que teve envolvendo as Trevas. Ele pede que investiguem e os patrulheiros descobrem que Os Escorpiões estão por perto. E isso só pode significar uma coisa, a escolhida também está por ali.

Ilustração Nathália Gomes.
Faz apenas cinco dias que Serafine e seus companheiros deixaram a cidade mística dos Elfos, mas a saudade já deixa o coração dela apertado. A viagem esta sendo cansativa demais, quanto mais eles andam, mais longe parece o Deserto, mas Jarek não quer saber de descanso, ele quer deixar o Reino das Florestas para trás o mais rápido possível. Nem parece que fazem apenas dois meses que sua Vila foi atacada e ela descobriu sobre a profecia. Tanta coisa aconteceu nesse tempo e agora ela domina um dos elementos, a Água e está se dirigindo ao Reino Árido para encontrar o Segundo Mestre. Ývela acredita que ele está na Fortaleza do Dragão, que localiza-se numa cadeia de montanhas no extremo oeste do Reino. E quando eles chegam ao Deserto, Serafine tem certeza de qual elemento o Segundo Mestre vai lhe ensinar a dominar, a Terra.

Mas o Deserto parece infinito e Ývela começa a definhar, o deserto não é o melhor lugar para uma ondina. E como se não bastasse, eles caem em uma armadilha e quando percebem estão cercados pelas bestas do deserto, os Escorpiões Gigantes. É nessa situação que o Rei Jon encontra-os. Ele e seu homens vencem os Escorpiões e todos são levados até a Fortaleza do Dragão, onde Ývela é curada por Jon. Mas quando chegam lá, Serafine tem uma surpresa, Ývela e Jarek são presos, pois, são procurados por traição. Ela argumenta que eles são seus guardiões e que precisa deles para cumprir a profecia. Então Jon concorda em perdoá-los, desde que Serafine treine com seus arqueiros. Serafine aceita e agora além de treinar com o Segundo Mestre, ela vai treinar juntamente com a Tropa de Arqueiros. Mas enquanto Serafine treina, as trevas estão se erguendo e ganhando aliados por todos os lados. E o passado dos seus guardiões estão de volta, e cabe a Serafine fazer uma importante escolha.

Ilustração Lara Paneto
Eu tentei ler esse livro sem muitas expectativas para não acabar decepcionada, já que o primeiro livro da quadrilogia, entrou para o meu top 5 o ano passado, entre os 198 livros que li. Mas felizmente a Denise conseguiu me surpreender positivamente. O segundo livro é tão bom quanto o primeiro. E ela ainda conseguiu abrir um leque e inserir novos personagens fundamentais na história, sem deixar nenhum dos outros que eu já conhecia e amava, de lado. Você que é fã de O Senhor dos Anéis e Harry Potter, com certeza vai gostar do mundo criado pela Denise. O livro é fascinante, daqueles que você quer ler rápido para saber logo o que vai acontecer e ao mesmo tempo quer ler devagar para que dure bastante tempo. Sem falar na capa que está linda demais.

Serafine continua sendo minha personagem favorita. Ela é uma garota tão frágil e tão forte ao mesmo tempo. Se levarmos em conta tudo o que ela já passou até agora e o que ele ainda vai enfrentar por ser a escolhida, se fosse eu no lugar dela estaria tremendo na base hehe. E o mais legal disso tudo, é que ela continua sendo a mesma de sempre. Ela poderia ter se tornado uma pessoa arrogante, mas mesmo tendo o destino do mundo em seus ombros, ela continua a mesma garota simples de antes. Jarek, está mais aberto nesse livro e conhecemos um pouco mais do passado dele e da Ýve, mas ele continua com aquele charme todo do livro anterior. Ýve, me surpreendeu as revelações sobre ela, e ela terá um papel muito importante daqui para frente. Fiquei com pena dela com algumas coisas que aconteceram. E uma pessoa que chamou muito a minha atenção, foi Luke, um personagem novo e que acho que ainda vai dar o que falar na história. Enfim, se você ainda não conhece essa história, não sabe o que está perdendo.

Nota:


Os Mistérios de Warthia
1- A Profecia de Mídria
2- A Fortaleza do Dragão

25 outubro 2015

Tag | Pokémon Book Tag

Fui indicada para responder essa tag pelo blog Irmãos Livreiros. Como amava Pokémon, é claro que vou responder.

Pikachu - Um livro que te chocou:

 

Não lembro de nenhum livro que tenha me deixado chocada, por isso coloquei esse, por ter ficado muito surpresa com a reviravolta que o livro deu e com a revelação de quem estava falando a verdade e quem estava mentindo.



Squirtle - Um livro que tez chorar:


 

Eu escolhi um que considero o melhor do Nicholas na minha opinião. Chorei com quase todos os livros dele, mas nesse eu me acabei de chorar. Tanto que as lagrimas começaram a cair no livro e precisei parar de ler e voltar a ler depois.


Charizard - Um livro que te deixou tão bravo que você queria colocar fogo nele:

 

Por isso que não gosto de livros que tenham alguma coisa a ver com religião. Eu li esse livro a pedido do meu pastor e nunca vi tanta besteira escrita junta na minha vida. Me desculpe quem gostou, mas eu colocava fogo nele com certeza se fosse meu hehe.



Pidgey - Um local de um livro para o qual você queria voar:




A minha escolha é claro seria Harry Potter, mas para não responder sempre a mesma coisa, vou mudar um pouco. Como amo livros de época, e aqueles figurinos maravilhosos, vou escolher esse livro que amei e se pudesse viveria nessa época.


Meowth - Um livro que não compraria de novo:


 

Aqui no caso, eu não compraria o box de novo. Sinceramente gastei meu dinheiro com ele. Paguei caro e a história não valeu a pena. Sei que muita gente gostou, mas achei os livros muito parados e dormi várias vezes enquanto lia ele. Pensei que nunca fosse terminar. Os filmes são bem bem melhores.


Torchic - Um livro que te fez sentir quente por dentro:



Não entendi bem o que quer dizer o"quente" na frase, mas escolhi um romance que amei, com um casal sensacional, e com um mocinho que eu queria que fosse real para namorar com ele hehe.


Psyduck - Um livro que te deixou confuso e desesperado por respostas




Essa história é uma confusão só. Não acontece nada o livro todo, só tem aquela tensão para saber o que está acontecendo e chega no final do livro e ... você continua sem saber o que aconteceu. Se alguém entendeu a história, por favor me conte.


Jigglypuff - Escolha um personagem fraco que você não conseguiu evitar amar:

 

Apesar da Ana ser um personagem considerado fraco, por ela ser uma garota real. eu gostei muito dela e não consegui evitar torcer por ela durante a história. Mas não acho ela fraca, só acho que a autora escreveu o contrário das protagonistas perfeitas que estamos acostumadas a ler.



Piplup - Um livro subestimado: 

 

Tem muitos livros que poderiam estar aqui, mas coloquei esse por ser um livro que amei e quase não vejo resenhas dele em nenhum blog.



Mr. Mime - Quantos pessoas você irá taggear e quem são elas.



Não vou indicar ninguém para responder, mas quem gostou, fique a vontade para responder no seu blog.


24 outubro 2015

Resenha | Encontrando-me - Cora Carmack


Livro: Encontrando-me
Série: Losing it
Autora: Cora Carmack
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance, Jovem Adulto
Páginas: 290
Ano: 2015

Resenha:
Kelsey Summers, acabou de concluir a faculdade e resolveu tirar um ano para viajar pela Europa. Com o dinheiro do seu pai é claro. Ela é linda e rica, e sempre teve tudo o que quis, desde a objetos materiais, até os garotos que ela escolhesse. A única coisa que lhe é negada, é o poder de decidir sobre sua vida. Ela acabou de se formar como atriz, mas mesmo antes de se formar, ela já representava. Ela sempre representou ser a garota que seus pais queriam que ela fosse, e mesmo agora longe deles, ela continua representando, fazendo o papel da garota fácil, que todos os homens querem ter. Ela não está feliz nessa viagem, mas ela sabe que assim que voltar, ela não terá outra chance de descobrir quem ela realmente é.

No momento, ela está em Budapeste, curtindo as noites ao lado de alguns amigos que ela fez. Ela já está mais do que bêbada, mal consegue ficar em pé, e seu acompanhante parece não notar que ela perdeu toda vontade de ficar com ele, quando nota um cara olhando para ela do outro lado do bar. Ele tem um ar de militar que logo faz seu desejo crescer, mas ele está rindo dela. E a situação só fica pior quando ela vomita tudo o que tomou até o momento, e percebe que ele está ali parado ao lado dela. Ela resolve ir embora do local e ele insiste em lhe fazer companhia. Seu nome é Jackson Hunt, e por mais que Kelsey se ofereça, ele não quer nada com ela. Ela que sempre teve os homens a seus pés, encontrou um que apesar de desejá-la, acaba rejeitando sua oferta. 

No outro dia, Kelsey acorda naquela indecisão, ela quer e não quer ver Hunt novamente. Mas independente de sua vontade, eles acabam se encontrando novamente a noite em uma festa e Hunt acaba ajudando ela novamente, quando alguém coloca alguma coisa em sua bebida e ela desmaia nos braços dele. No outro dia ela acorda sozinha e não consegue lembrar de quase nada da noite anterior. isso trás a sua memória, uma outra lembrança de algo que lhe machucou muito e que ela quer esquecer. Então ela decide voltar para casa, já que a viajem não está ajudando em nada, ela está até mais infeliz que antes da viagem. Mas sua colega de quarto diz que ela não pode voltar assim, que ela tem que ter uma boa lembrança para levar com ela e sugere que ela vá até Praga. Kelsey acaba concordando e nem fica mais surpresa quando encontra Hunt no trem. Ele faz uma proposta a Kelsey, em uma semana ele vai lhe dar a melhor aventura de sua vida. Kelsey aceita porque não tem mais nada a perder. Mas quem é Hunt? Quais segredos ele esconde e porque ele está sempre rejeitando seu carinho, quando está claro que ele etá interessado?
"Aquilo era interessante. É preciso saber o que é a verdade a fim de parar de fingir, e eu  perdera a verdade de vista a muito tempo."
Eu estava mais do que ansiosa para ler esse livro, já que Fingindo, o segundo livro da trilogia, eu amei. Por isso logo que chegou aqui em casa, corri ler ele. Apesar de ser uma trilogia, dá para ler os livros fora de ordem, pois cada um deles conta a história de um dos três amigos. Em Perdendo-me o que predomina é o humor, em Fingindo a sensualidade e em Encontrando-me a autora deu mais lugar para o drama, abordando um assunto bem sério e que está bastante em evidencia no momento, que é o assédio sexual. Ela mostra como uma coisa que acontece lá na sua infância, pode reger toda a sua vida e mudar seu comportamento, sua personalidade e fazer de você uma pessoa marcada para o resto da vida. Mas apesar de ter gostado muito da história, não achei ele tão bom quanto Fingindo.

Kelsey, era a que eu menos conhecia até agora, já que ela aparece pouco no primeiro livro e nada no segundo. Mas eu tinha uma ideia bem diferente dela. Eu via ela como todos a veem, a garota rica, que não dá nenhum valor ao que tem, nem a si mesma. Mas depois que conhecemos ela, vemos o quanto ela é frágil e está quebrada por dentro. Gostei bastante de acompanhar sua evolução e de como a autora mostrou que tem como se curar de um trauma como esse sim. Hunt, dos mocinhos da autora até agora, foi o que menos me cativou, mas ainda assim me encantei com ele. E nem desconfiei do segredo que ele escondia. Me surpreendeu. Imaginei de tudo, mas não era nada do que tinha imaginado. A capa também é a mais sem graça das três, mas gostei de terem feito todas no mesmo padrão. Recomendo para quem gostou dos outros livros e para quem quer um romance leve e rápido de ler.

Nota:


Trilogia Losing it
1- Perdendo-me
2- Fingindo
3- Encontrando-me

23 outubro 2015

Divulgação - L. L. Alves

A autora L. L. Alves está com novidades no Wattpad.

Autora do romance juvenil Mudanças, do chick-lit As Grandes Aventuras de Daniella e da saga fantástica Instituição para Jovens Prodígios: ela irá lançar Sebo Fernandes, seu romance new adult na plataforma Wattpad, totalmente de graça!

Com o sucesso de As Grandes Aventuras de Daniella, a autora resolveu investir novamente nesse formato e deixará disponível gratuitamente o seu romance dramático que lida com depressão, perdas, relação entre mãe e filha e um romance improvável de acontecer. Afinal, quem nunca sofreu de depressão ou conhece alguém que enfrenta essa doença todo dia?

Dê uma chance a esta história e viva intensamente ao lado de Luciana Prestes. A autora já deu um gostinho do que está por vir e liberou alguns capítulos. Em breve começarão as postagens semanais. Fiquem ligados!


Título: Sebo Fernandes
Autor: L. L. Alves
Ano: 2015



Sinopse:
Luciana Prestes tem dezoito anos e perdeu a capacidade de se relacionar com as pessoas. Prefere a monotonia do quarto e o aconchego dos livros a festas lotadas ou idas ao cinema. Não é mais a mesma desde o falecimento súbito do pai, que deixou-a com uma mãe depressiva e instável, ambas à mercê de um relacionamento conturbado. Luciana decide se isolar e se fecha em seu próprio mundo, dentro de sua própria bolha, ao lado de personagens intrigantes e fictícios.
Ao término do ensino médio, contudo, Luciana recebe a proposta de Rosângela, sua antiga professora de português, para estudar em um cursinho pré-vestibular com o apoio de Henrique, seu sobrinho recém-formado em Letras que prende sua atenção desde o primeiro instante. Entre perdas e dificuldades, Luciana se encontrará no antigo e maravilhoso Sebo Fernandes, e irá descobrir que o sonho de ser uma revisora profissional não está tão longe de se realizar.
Será que Cristiane finalmente deixará de importuná-la? Seu medo de se relacionar continuará o mesmo na presença do sedutor Henrique Fernandes? Entre discussões com a mãe e estudos regados a olhares provocantes, ela não será mais a mesma.
Luciana Prestes vive em uma bolha... E ela está prestes a estourar.

Obs: A capa é temporária



22 outubro 2015

Resenha | O Vilarejo - Raphael Montes


Livro: O Vilarejo
Série: Não
Autor: Raphael Montes
Editora: Suma De Letras
Gênero: Terror
Páginas: 96
Ano: 2015

Resenha:
No prefácio do livro, Raphael nos conta como tomou conhecimento de O Vilarejo. Segundo o autor, ele recebeu uma ligação de um sebo dizendo ter em seu poder uma coleção de livros de uma senhora que havia falecido. Entre esses livros, ele encontrou três cadernos de capa de couro, escrito a mão com varias ilustrações, mas em uma língua desconhecida. Ele aceitou analisar o material. Logo ele viu se tratar de uma narrativa dividida em sete capítulos. Na capa interior dos cadernos ele encontrou um nome: Peter Binsfeld. Pesquisando na internet, ele descobriu que Peter era um padre demonologista, que vivia na Alemanha no século XVI.


O legado mais famoso do padre é a classificação dos demônios. De acordo com ele, os sete reis do inferno é responsável por invocar um pecado capital nos humanos. Asmodeus, luxúria. Belzebu, gula. Mammon, ganância. Belphegor, preguiça. Satan, irá. Leviathan, inveja. Lúcifer, soberba. E depois de muito procurar, ele descobriu a língua que estava escrito, cimério, uma língua morta e a única pessoa que ele encontrou no mundo todo que conhecia a língua, se recusou a traduzir os textos logo que colocou os olhos nele. Mas ele deixou um dicionário com o autor, que traduziu os cadernos. Essa tradução é o que encontramos em O Vilarejo.

São ao todo, sete contos, e em cada conto temos a forte ação de um dos sete pecados capitais. Em comum nos contos, o lugar, O Vilarejo, que hoje não existe mais, Depois de ler todos os contos, você irá entender o porque disso. Os contos não estão na ordem cronológica, então podem ser lidos fora de ordem. Eu li na ordem em que o autor escolheu organizá-los. E apesar de ser histórias independentes, os personagens se cruzam um na história do outro. isso foi uma coisa que gostei demais. Eu que não sou muito a favor de ler contos, não estranhei a leitura, me pareceu ser uma história única por ter os mesmos personagens em quase todos eles.


Li em algumas resenhas, os blogueiros falando que não sabem se o prefácio é verdadeiro ou não. Eu acredito que isso foi uma jogada do autor. Assim como fez Pittacus Lore em Os Legados de Lorien. Mas não deixou de ser uma excelente jogada, o autor apresentar a obra como se fosse algo que veio até ele de uma forma bem inusitada. Tanto o prefácio, como o posfácio, nos deixam aquela sensação de arrepio subindo pelo corpo. Mas não considero o livro de terror não. Se você está com o pé atras para ler esse livro por causa disso, leia, ele é mais de horror do que de terror. Já no primeiro conto, tive meu estomago revirado com uma coisa que acontece lá. Me deu até vontade de vomitar. Mas medo, não senti não.

Os contos, apesar de serem representados pelos demônios, que dizem ser os responsáveis pelos pecados capitais, podemos ver que eles agem sim, influenciam, mostram os caminhos mais fáceis, mas quem escolhe o que fazer, é o ser humano. O autor mostra bem em cada história, o quanto o ser humano pode ser baixo, frio e mau em sua natureza. Enfim tudo se resume ao livre arbítrio, que foi dado ao homem lá no começo do mundo. Cada um escolhe o que caminho que quer seguir. E por fim quero falar sobre a edição do livro, que está impecável. As ilustrações são lindas e a diagramação perfeita. Eu estava com receio de ler algo do autor, mas gostei do que li e assim que der, eu vou ler outros livros dele.


Nota:




© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo