15 outubro 2017

Resenha | Fique Comigo - Jennifer L. Armentrout


Livro: Fique Comigo
Série: Wait For You # 2
#1 - Espero Por Você
Gênero: New Adult
Autora: Jennifer L. Armentrout
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Ano: 2017

Resenha:
Em Espero Por Você nós acompanhamos a história de Cam e Avery e nele conhecemos Teresa e Jase, respectivamente irmã e amigo de Cam. E nesse segundo livro da série vamos acompanhar a história desses dois personagens que no primeiro livro aparentemente não tinham nenhuma ligação, mas que já no começo de Fique Comigo descobrimos que eles tem muito mais em comum do que Cam entre eles. Teresa comeu o pão que o diabo amassou nas mãos do seu ex-namorado. Ela estava em um relacionamento abusivo e foi bem dificil para ela conseguir superar o que aconteceu. Mas então depois do ocorrido, seu irmão Cam ficou muito protetor e está sempre vigiando Teresa, por isso ela não tem muito contato com caras da sua idade e seu único amigo é Jase, que na verdade é seu amigo por extensão, já que ele é o melhor amigo de Cam.

E essa presença constante de Jase fez com que Teresa olhasse para ele com outros olhos. Tudo nele é perfeito e ela tem uma queda enorme por ele. O problema é que Jase não lhe dá nenhuma abertura. Até que uma noite eles acabam se beijando e não é um beijo qualquer não, é um beijo que faz com que Teresa nunca mais esqueça o sabor dos lábios de Jase. E ela já começa a fantasiar que eles irão ficar juntos, mesmo que tenham que namorar a distancia, já que vão estar em lugares diferentes porque ela vai para a faculdade de balé. Só que Jase faz de conta que o beijo nunca aconteceu e tem evitado ficar no mesmo ambiente que ela. E para piorar a situação Teresa sofre um acidente e sua carreira de bailarina está em risco. Enquanto se recupera da lesão, ela decide frequentar a mesma faculdade de Cam, e consequentemente a mesma faculdade de Jase.

Mas Jase ainda foge dela e quando ele finalmente decide conversar, um ano após o bendito beijo, é para pedir desculpas pelo beijo e para dizer que estava bêbado naquele dia, por isso ele fez algo que nunca faria se estivesse em um dia normal. Teresa fica arrasada, mas decide seguir em frente e tentar sufocar o que sente por Jase. Só que eles começam a ter uma aula juntos e como Teresa está tendo dores na perna, Jase passa a ser a carona de Teresa. Então Teresa fica nesse dilema de tentar fingir que não sente nada por Jase, que enfim revela o porque de não querer nada com ela, e não é só por Teresa ser a irmãzinha do seu melhor amigo. Mas a atração entre eles fala mais alto e Jase decide se entregar ao que está sentindo por Teresa. E quando Teresa pensa que as coisas em sua vida estão se encaixando, uma tragédia traz de volta pesadelos que ela pensava ter deixado para trás.

Eu quis muito ler esse livro, mesmo ele sendo de um gênero que eu não gosto de ler. O porque disso está em ele ser o segundo livro da série Espero Por Você que foi um livro em que a autora me conquistou e Cam é claro. Cam não foi nada parecido com os protagonistas típicos do gênero. Quem está acostumado a ler esse gênero sabe que ele tem seus clichês. Os que mais me incomodam são que em quase todos eles os protagonistas tem problemas psicológicos em decorrência de traumas do passado e vão encontrar um recomeço no amor da outra pessoa. E em Fique Comigo foi exatamente isso que encontrei. E aqui não é um dos protagonistas que passou por algum trauma, e sim os dois.

Mas então se fosse isso mas os protagonistas valessem a pena, eu teria gostado mais. Mas infelizmente eu não consegui gostar nem da Teresa, nem do Jase. Teresa passou por um relacionamento abusivo, por isso fiquei o livro todo tentando entender suas atitudes e não julgar o que ela fazia porque nem imagino como deve ser passar por algo assim. Mas não teve jeito, infelizmente achei que ela não aprendeu nada com o que aconteceu. Acredito que quem passa por algo do tipo vai querer fugir de alguém abusivo ao primeiro sinal, mas não foi o que ela fez. Pode ser que você leia o livro e goste do Jase, mas eu achei ele um babaca a maior parte do livro e odiei o comportamento dele grande parte da história. E se fosse eu no lugar dela que já tivesse passado por algo parecido, me manteria longe dele.

Mas você que leu vai me dizer, mas ele tinha um motivo para agir daquele jeito. Não tinha não. Ninguém tem o direito de tratar a outra pessoa mal porque aconteceu algo ruim no seu passado por pior que tenha sido. E quando enfim o seu segredo foi revelado achei que explicava, mas não justificava. Toda vez que ele bebia ele vinha atrás dela e depois no outro dia alegava que estava bêbado, como se bebida fosse desculpa para babaquice. E ela aceitava tudo. Autoestima zero. E outra coisa que me irritou muito foi que o sexo é apresentado como solução. Toda vez que acontecia alguma coisa errada eles faziam sexo e ficava tudo bem. E a gente sabe que a coisa não é bem assim.

Mas para dizer que não gostei nada no livro, gostei muito de quando o Cam aparecia. As poucas partes que realmente gostei da história foi quando ele participou e mostrou que ainda é um fofo tanto com Avery, como com Teresa. E também gostei muito do Jack, irmãozinho do Jase. Vou dar uma nota três de cinco porque como disse na resenha do livro anterior a escrita da autora vale a pena. A gente devora o livro que tem quase 400 páginas porque a escrita dela é incrível. Mas vou indicar o livro, porque sei que sou eu que tenho problemas com livros do gênero e pode ser que você leia e ame a história. Quanto a edição está muito caprichada. Se tem uma coisa que gosto muito na Novo Conceito é a qualidade das folhas. São folhas grossas que não rasgam fácil e mesmo assim o livro é bem leve. E a capa está combinando com o da livro anterior.

Nota:





13 outubro 2017

Especial | Sexta-feira 13

Hoje é o dia em que os supersticiosos tem medo, dizem que é o dia do azar, das coisas ruins acontecerem, o dia em que a bruxa ta solta. E como se não bastasse toda crendice em torno desse dia, o cinema norte-americano que não é bobo aproveitou e lançou um filme que tem o mesmo nome, quem aí sabe? Sexta-feira 13 (sou fã) .

Quem aí curte um filme de suspense ou terror levanta a mão!!! (alguém me empresta mais uma mão aí!? sinceramente eu gosto mesmo). Mas pra piorar a tensão que a gente fica, já no comecinho aparece em letras garrafais HISTORIA BASEADA EM FATOS REAIS. Ah! é nessa hora que o medo quer tomar conta, e já começa a cantarolar mentalmente ¨segura na mão de deus...¨


1 - Invocação do Mal


Os investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren trabalhavam para ajudar a família aterrorizada por entidades demoníaca. E após deixar a vida das pessoas em ordem novamente, eles tinham o costume de levar o objeto que estava possuído para casa. Todos os objetos estão lá ate hoje, inclusive a Annabelle. 

- Eu é que não iria nem tomar água na casa deles...



2 - Horror em Amityville


Conta a história de George e Kathy Lutz. O casal, com seus três filhos, mudam para a cidade de Amityville e, sem saber, compram a casa em que Ronald DeFeo Jr, um assassino cruel, matou seus pais e seus quatro irmãos a tiros. Com o passar dos dias na casa nova, coisas estranhas foram acontecendo até que só lhes restaram abandonar a casa. A historia tomou uma grande repercussão que foi lançado um livro e depois vieram os filmes.


- A casa? continua lá linda e disponível, com um valor encantador. Bora?



3 - A orfã

Dá pra imaginar que essa historia é real? e acredite é ainda muito pior que a contada no filme. Resumidamente haviam duas irmãs que a sanidade já era questionada, uma delas casou e teve 2 filhos. Ao se separar convidou a irmã para morar com ela, e logo conheceram a Barbara Skrlová, 33 anos que devido a uma doença ela parecia ter 12 anos. Barbara já tinha um histórico nada invejável, e resumo da opera, as criancinhas estavam sendo comidas vivas por esse trio maquiavélico induzido por Barbara. A historia só veio a tona porque houve um probleminha no vídeo da babá eletrônica que acabou sendo visto por um vizinho. Barbara fugiu e foi descoberta em outra família como menino. 

- Quanta loucura!!!



4 - O Massacre da serra elétrica


Entre as décadas de 40 e 50, Edward Gein foi um dos assassinos mais frios e insanos da historia. Ed foi criado por uma mãe que tinha forte influencia sobre ele, dizia que mulher era instrumento do diabo e que sexo era pecado. O pai era alcoólatra e morreu de derrame. Quando a mãe morreu, Ed ficou sozinho e só utilizava a cozinha e uma sala da casa. Ed então passou a roubar corpos femininos em cemitérios e tirar a pele e órgãos... Até que mulheres mortas não eram suficiente e passou a matar. Foi descoberto por um ex-xerife da cidade.

- Esse xerife deve ter pesadelos até hoje

5- Psicose


A famosa historia de Norma e Normam é baseada na historia de Ed Gein (o mesmo da Serra elétrica) A estranha relação de Ed com a mãe é abordada no filme  o fato do personagem ter como hobby Taxidermia é também inspirado em Ed. Quando descoberto, foram encontrados vários corpos pendurados, crânios que serviam de tigelas... 

- Assustador


6 - Silencio dos Inocentes


A historia de Ed Gein é tão bizarra que é inspiração até hoje para muitas historias de terror/suspense. 
Dr. Hannibal Lecter é até um anjo comparado a Ed. Ed usava as peles que retirava de suas vitimas como adorno. Ele usava uma mascara no rosto que era nada mais nada menos que pele do rosto, tinha um cinto com seios e por mais louco que isso seja...

- Ed tinha taleto pra fazer arte e vender na praia, mas com miçangas ne gente! 

7- Drácula 

Por incrível que pareça, os filmes de vampiros são inspirados no romance de Bram Stoker (é incrível, leiam) Mas e o Drácula existiu mesmo? Sim! porém ele não era um vampiro. Vlad III Dracul era conde e fazia papel de príncipe vivia na Romênia no séc. 15. Ele é considerado um herói em seu pais por te-lo defendido dos ataques do império Otomano. Sua fama se deu por usar métodos para matar seus inimigos que os Direitos Humanos ficariam chocados.

- Herói ou assassino eis a questão.

8 - O exorcismo de Emily Rose


Tudo começou em 1968 quando Anneliese Michel que sofre um de seus primeiros ataques epiléticos. Ela era uma moça muito religiosa e as coisas começaram a piorar quando ia rezar e ouvia vozes e começou a acreditar estar amaldiçoada. Até chegou a pensar em suicido. Chegou a entrar em depressão e os pais ficaram preocupados, a levaram para clinicas e igrejas. Até que passou a ter sessões de exorcismos pois dizia ver o demônio em pessoas. A historia é assustadora... infelizmente Anneliese não resistiu e morreu de inanição e os padres foram condenados por negligencia. 

-A cena do celeiro é inspirado em um áudio original... Deus que me livre!

9 - O Tubarão

Dá pra acreditar que o tubarão mais famoso do cinema é inspirado nos ataques de tubarão que aterrorizaram a costa do Estado de Nova Jersey em julho de 1916. Ao longo de 12 dias, 5 pessoas foram atacadas sendo que quatro morreram. No dia 14 de Julho, os pescadores locais capturaram um tubarão branco de 2 metros, supostamente o responsável pelos ataques. Em seu estômago foram encontrados restos de seres humanos. Os pesquisadores disseram que se tratava de um tubarão touro e até hoje há uma dúvida de que aquele seria mesmo o tubarão responsável. No entanto, depois da captura deste tubarão nenhum ataque foi registrado durante o resto do verão.

- Quando vou pra praia ja me vem a mente tu tu tu tu tututututututututu 


10- Livrai-me do mal

É um filme que é inspirado em fatos vividos pelo sargento Ralph Sarchie . O filme não conta um caso real que Sarchie investigou, mas sim pega elementos de vários casos do livro e junta no filme. Ele se alia a um padre não-convencional, treinado em rituais de exorcismo, para combater as possessões demoníacas assustadoras que estão aterrorizando a cidade. Inspirado no livro que detalha os apavorantes casos reais do policial Sarchie.
Já não basta ver todos os dias coisas horríveis e ainda tem que andar com um exorcista? 

- Esse sargento é sangue nos zoios

11- O Ritual


O filme é inspirado numa história real do livro de Matt Baglio, um jornalista americano que acompanhou alguns padres exorcistas durante um tempo.

- Olha meu povo, se esse negocio de exorcismo é verdade ou não eu não sei, mas que Hollywood aproveita pra fazer filmes e nos deixar de cabelo em pé, isso não há duvidas.

12 - It a coisa


It traz referências a John Wayne Gacy no jeito como o palhaço Pennywise se comportava. Gacy teve uma infância conturbada, era humilhado por seu pai alcoólatra, era sempre chamado de “bichinha” pelo mesmo. Foi preso aos 26 anos de idade por estar praticando atos sexuais com um jovem em um banheiro de bar. Gacy atraía os jovens até sua casa com promessas de emprego, chegando lá eram dopados, torturados e mortos. Em 1994 Gacy foi executado com uma injeção letal.

 - tem alguém aí com medo de palhaços?


13 - A hora do pesadelo


Wes Craven, diretor e roteirista do filme se inspirou em um artigo publicado pelo jornal L.A. Times que descrevia um grupo de refugiados do Camboja que haviam chegado aos Estados Unidos, eles relatavam ter pesadelos perturbadores, alguns homens se recusavam a dormir. Mas como ninguém controla o sono, muitos adormeceram e morreram durante o sono, os médicos não identificaram a verdadeira causa das mortes, acreditavam-se que eles possuíam algum problema cardíaco, mais tarde a causa diagnosticada seria a síndrome da morte súbita inexplicada. 

- Confesso que esse é o único filme que não tenho coragem de assistir hehee

...

Então deixo pra vocês 13 inspirações para esse dia lindo e florido com pássaros cantando e uma trilha sonora romântica... Vamos pensar em coisas boas né gente... porque pesquisar essas historias deu um medinho hehehhe . Agora se você é como alguns povos que acredita que essa data é de sorte, aproveite o dia pra assistir um dos filmes citados, chame os amigos, estoure pipocas, apague a luz e se divirta. 
Afinal sou da seguinte opinião, filme de terror só é bom acompanhado com amigos. 
PS: Gostar de filmes de terror não me faz querer aparecer em manchetes de jornal kkkk

E se você já assistiu algum desses filmes ou tem alguma historia bem doida que ocorreu na sexta-feira 13, compartilhe com a gente.

Beijos e até breve. 





11 outubro 2017

Resenha | O Pior Geminiano - Ludmila Bahia


Livro: O Pior Geminiano
Série: Não
Gênero: Chick-lit
Autora: Ludmila Bahia
Editora: Sinna
Páginas: 342
Ano: 2017

Resenha
É de conhecimento de todos que os geminianos são pessoas muito difíceis de lidar. Alguns dizem que os geminianos tem duas caras, outros, dupla personalidade. Dizem que seu caráter é duplo, bastante complexo e contraditório. Por um lado é versátil, mas pelo outro pode não ser sincero. Consideram a vida como um jogo e procuram diversão e novas situações. Os geminianos costumam ser corteses, carinhosos, amáveis e generosos e as vezes utilizam seus atributos para conseguir seus próprios objetivos e são capazes de recorrer à mentira - sem perder seu encanto - com a finalidade de obter o que querem. Ansiedade e palavras impulsivas são frequentes na vida de alguém de gêmeos, bem como uma variação repentina de opinião e humor e eles detestam solidão. E eles tem um lado que se entrega emocionalmente, mas outro que recusa o amor.

Agora imagine tudo isso aliado a um cara rico, filho do dono de uma grande empresa, charmoso e muito bonito. Só podia resultar no pior geminiano do mundo: Marcelo Moreira, chefe de Ana Luísa. Nalu é secretária executiva e trabalha duro para conseguir dinheiro para realizar seu sonho de ter seu próprio negócio. Por isso ela não reclama (não muito) quando precisa buscar Marcelo em lugares inusitados, ou de ter que se livrar das várias mulheres que vivem atrás dele, os adicionais que ele lhe dá compensa o esforço, mesmo que isso não faça parte da suas atribuições. Além de secretariar o Marcelo, ela ainda é a coordenadora da equipe de secretários executivos da empresa. E ela é ótima no que faz e se esforça muito para ser a melhor. Talvez por isso ela foi dar ouvidos a sua irmã Adriana e deixou a irmã fazer um mapa astral do seu chefe.

Agora Adriana fica enviando a previsão do dia dos geminianos em seu celular. E o pior é que não é que as coisas parecem acontecer como estão no horóscopo? Quem sabe assim ela não começa a entender um pouco mais sobre seu complicado chefe que de uma hora para outra começou a pegar no seu pé porque ela começou a sair com Henrique, um outro funcionário da empresa. O que Marcelo não sabe é que Nalu só saiu com Henrique para esquecer as imagens de um sonho bem esquisito que teve com ele. No sonho ela e Marcelo estavam se beijando, veja só o absurdo da situação. Mas só nos sonhos mesmo para ela dar bola para alguém como o Marcelo. Nalu sabe a quantidade de mulheres que já teve seu coração partido por ele. Ela nunca vai querer nada com o Marcelo, mesmo que ultimamente é só chegar perto dele que seu coração começa a bater mais rápido.

E de repente sua vida parece que começa a andar para trás. seu padrasto Carlos sofre um infarto e Nalu decide voltar para casa, tanto para ajudar sua mãe, como para economizar, porque as economias que ela tinha ela deu para sua mãe quitar as dívidas. E no momento em que ela mais precisa de dinheiro ela fica sabendo por um dos diretores da empresa, Felipe, que ela odeia, que Marcelo vetou uma promoção que seu pai queria dar para ela. Quem Marcelo pensa que é para empatar sua vida? Só podia ser um geminiano mesmo. E nem adianta ele vir com outras intenções para o seu lado, ela está mais do que blindada para caras como ele. Mesmo sendo de aries, que segundo sua irmã as arianas gostam de se aventurar sem pensar muito nas consequências. Marcelo não tem a menos chance com ela, ou será que tem?

Quando recebi o e-mail da editora com os livros que eu poderia solicitar para leitura, O Pior Geminiano me chamou a atenção logo de cara e foi minha primeira escolha. Primeiro que amo capas rosa, e essa está incrível e tem tudo a ver com a história. Segundo que é de um gênero que amo. Adoro os clichês que vem junto com o gênero. E terceiro porque sou geminiana e queria saber o que a autora ia aprontar na história e se eu ia me identificar. E posso dizer que o livro foi uma agradavel surpresa. Eu amo os livros da Sophie Kinsella que é a rainha do gênero, mas tenho que dizer que a Ludmila não deixou nada a desejar se comparada com a Sophie ou com outras autoras famosas no gênero como a Meg Cabot e a Marian Keyes. E o melhor de tudo, é nacional!

A história contém todos os clichês do gênero. A protagonista Nalu é bem fora da casinha. Ela é muito competente no que faz, mas perde a cabeça quando alguém diz o contrário. Tem a atração pelo chefe, que é um canalha mas mesmo assim ela acaba se envolvendo com ele. Tem a personagem vaca que faz de tudo para prejudicar a protagonista e tem o chefe, que aqui no caso não é o chefe dela mas é um dos diretores da empresa, que é o vilão da história. Tem as melhores amigas, amigos gays, tem um cara bonitão que se apaixona pela protagonista mas que logo de cara a gente vê que não tem nenhuma chance com ela. E tem os problemas familiares. Mas ao mesmo tempo a autora foge de vários clichês como por exemplo a protagonista. Ela é negra e não está a procura de um marido para ser feliz. Para quem gosta do gênero vai se sentir em casa.

E eu como já citei acima, amo chick-lits, por isso já podem imaginar como me senti lendo o livro. Devorei na verdade, li ele em um dia. Me deliciei com as "aventuras" da Nalu. Ri boa parte da história e também me irritei outras tantas. Até por isso não dei nota máxima. Tem algumas horas que dá vontade de socar o casal protagonista. Porque não conversam e falam o que estão sentindo um para o outro? É tão dificil isso? E a Nalu foi muito contraditória em varias partes. Por vezes ela me pareceu ser mais geminiana do que o Marcelo, porque o mulher que vive em extremos. Mas em compensação temos um casal para amar e torcer para que eles fiquem juntos. A história é fofa, romântica e além de ter todos os elementos que amo em um bom chick-lit, a autora ainda abordou temas como o racismo e a diversidade de gêneros. Só me resta indicar o livro para quem gosta do gênero. O livro me conquistou.

Nota:






08 outubro 2017

Resenha | Clickbait - Paulo Mateus


Livro: Clickbait
Série: Não
Gênero: Fantasia, Aventura
Autor: Paulo Mateus
Editora: Independente
Páginas: 133
Ano: 2017
Compre aqui: Amazon
Resenha:
A vida de Cristina é uma rotina diária. Todos os dias ela acorda com o despertador do celular exatamente as sete da manha. E ao tentar desligar o despertador, ela sempre derruba o celular no chão. Todos os dias ela faz as mesmas coisas. Acorda, desliga o despertador, escova os dentes, toma banho, toma café e meia hora depois que acordou, ela sai para o trabalho com seu uniforme chamativo na cor laranja. Aos vinte e três anos Cristina trabalha em uma loja de aparelhos eletrônicos e tenta juntar algum dinheiro para fazer uma faculdade. Mas a casa onde ela mora é tão velha que o pouco que ela junta vai para consertar as coisas que quebram na casa. Todo dia ela caminha meia hora para chegar ao seu trabalho, além de economizar o dinheiro da condução, ela ainda mantém a forma. Mas o seu trabalho também é bem sem graça, com os mesmo tipos de clientes todos os dias. Ou são pessoas mais velhas que não sabem o básico sobre os aparelhos vendidos na loja, ou são adolescentes que entendem do assunto, mas que não tem dinheiro para comprar nada sem o consentimento dos pais.

De vez em quando alguém devolve algum vídeo game por exemplo e é seu trabalho testar o produto. Só nessas horas que ela se diverte um pouco. No fim do dia, ela caminha de volta para casa e ao chegar está tão cansada que é banho, comer besteira e assistir alguma série até pegar no sono para no outro dia começar tudo de novo. Mas nesse dia em especial um pássaro quebra sua rotina. Quando está quase pegando no sono ela vê um pássaro todo azul na janela. É de um azul tão intenso que ele até parece ter brilho próprio. E no dia seguinte quando está indo para o trabalho ela vê o pássaro novamente, dessa vez em cima de uma placa. Mas o dia que parecia promissor, termina com seu celular sendo roubado no caminho de volta para casa. Cristina fica preocupada por não ter mais seu despertador, mas por incrível que pareça ela consegue acordar no horário certo e quando está indo trabalhar ela vê o pássaro novamente, mas dessa vez ela resolve segui-lo. O pássaro leva Cristina até um bueiro e quando Cristina destampa o bueiro, ele voa para dentro.

Cristina não entende como um pássaro tão bonito pode entrar em lugar como aquele. Mas então começa a sair uma luz branca e azulada de lá de dentro e quando Cristina percebe está caindo dentro do bueiro. Pensando que chegou seu fim, seu ultimo pensamento é de que aquilo não era exatamente um bueiro. E não era mesmo, Cristina acabou de passar por um portal e não se sabe como acaba indo parar dentro da internet. Ela logo encontra um robô que diz se chamar Said. Ele diz que é uma inteligencia artificial que foi programada para ser perfeita, mas que agora já está ultrapassada. E quando Cristina diz que precisa de ajuda para voltar ao seu mundo, Said diz que ele devem encontrar a unica coisa pensante naquele lugar capaz de levá-la para casa: o deus Google. Encontrá-lo não vai ser nada fácil, e o pior é que quando eles finalmente conseguem, eles descobrem que o motor de buscas foi roubado e sem ele Cristina não vai conseguir voltar.

Esse é o terceiro livro do autor que eu leio. E é o terceiro gênero diferente. Acho o máximo autores que conseguem escrever tantos gêneros diferentes e ainda mais quando consegue ser bom em todos eles. O primeiro livro que li dele foi Fuga para o Paraíso, um livro de ficção científica que gostei bastante. O segundo foi um livro de contos de terror, Os Fantasmas do Espelho, que amei e agora temos Clickbait, um livro de fantasia/aventura que vai fazer a felicidade dos geeks em geral. Eu gostei bastante da história. A leitura é muito rápida, não apenas pelo tanto de páginas, que são poucas se comparadas a outros livros do gênero. Mas também pelo clima de aventura da história. As páginas vão virando sozinha porque queremos saber como a história vai terminar e se a Cristina vai conseguir sair daquela enrascada. A cada novo capitulo as coisas só pioram para o lado dela.

A história é bem louca, como disse acima, para os mais familiarizados com os termos, os geeks de plantão, o livro é um prato cheio. Já eu que sou meio velha e só agora estou aprendendo o que é html, hehe, teve várias coisas que precisei procurar o significado para saber o que era. Por isso acho que o livro é mais indicado para um publico mais adolescente, ou se você entende bastante do assunto e gosta desse estilo, vai se sentir em casa. Por vezes lembrei de alguns livros da série vagalume, em específico o livro Viagem pelo ombro da minha jaqueta. Não que as histórias tenham alguma coisa a ver, mas pelo fato do protagonista ficar minusculo e viajar dentro da jaqueta dele e aqui a protagonista viaja dentro da internet.

Falando em protagonista, a Cristina é um bom personagem, mas o Said roubou a cena na minha opinião. Eu amei aquele robô. Ele é muito engraçado, principalmente quanto tenta ser sério. Suas frases são as melhores e ficava a todo momento imaginando ele como se ele fosse real e estivesse aqui na minha frente. Já a Cristina, achei que ela se daria melhor se ela tivesse uns 16 anos por exemplo. Não consegui ver ela com vinte e três. O deus Google também é um barato. Eu costumo me referir ao google como o Santo Google e no livro ele é o deus do lugar, achei bem legal isso hehe. Enfim, eu indico o livro para quem gosta de uma leitura rápida e cheia de aventuras. E quem se interessou corra lá na Amazon e garanta o seu.


Nota:



07 outubro 2017

Divulgação | Autores parceiros

Layla Casanova


Lembram quando resenhei o livro A Segunda Chance de Zoe? Ele faz parte da Série Mercy Bay e o segundo livro, As Cicatrizes de Andy já está disponível desde o dia 30 na Amazon. E para comemorar o lançamento o livro A Segunda Chance de Zoe está com um precinho bem camarada.

Crescendo no sistema de adoção, Andy foi deixada com muitas cicatrizes – físicas e emocionais. Ela nunca teve uma família e por isso jurou a si mesma que jamais precisaria de alguém. Andy corre atrás do que quer e sempre consegue o que está determinada a ter. Menos CJ.
Sério e extremamente sexy, CJ é um policial que acabou de se mudar para San Francisco, e parece que gosta de ficar de olho em Andy. O problema é que isso é tudo que CJ faz. O flerte, que começou misterioso e sensual, está deixando Andy impaciente e frustrada. Por que ela não consegue simplesmente ir até ele? O que ele quer?
Em meio a uma conturbada relação, uma criança chega à emergência com ferimentos que lembram Andy de sua infância. Ela precisa ajudá-lo, mas como essa situação vai mudar a relação entre os dois? Pode isso ser o começo de algo ainda maior na sua vida, ou as cicatrizes são profundas demais para serem curadas?


Aproveite e corra lá na Amazon para adquirir o seu. A Layla é uma autora incrível e foi um dos livros que mais me surpreenderam esse ano.

A Segunda Chance de Zoe
Um Namorado Para Zoe: Um Conto da Série Mercy Bay
As Cicatrizes de Andy






Alana Gabriela


Dia 13 a Alana estará lançando seu novo livro na Amazon: Ode do Infortúnio. O livro é o primeiro da trilogia Os Segredos de Afternoon Fall. Como amei todos os livros da Alana que li até agora, com certeza vou querer ler.

É sempre outono em Afternoon Fall.
Após um incidente de proporções calamitosas, Marjorie é forçada a se mudar da cidade grande para viver em Afternoon fall, e começar uma nova vida ao lado de sua avó paterna, Lucíola Edinger, a senhora da linhagem mais antiga da região das Montanhas Norte.
Na pequena cidade trovões rugem dos altos céus chumbados como odes de infortúnio, folhas despencam das árvores frondosas numa cacofonia deliberada e seres míticos tumultuam os bosques escuros. É necessário abrir os olhos para decifrar a linguagem dos pássaros e espinhos e não cair nas armadilhas da floresta.
Ninguém é confiável na pequena cidade. Todos escondem segredos profundos e perigosos.
Marjorie desconhece os perigos que a esperam, os segredos que precisam continuar encobertos e o quanto arrisca sua vida ao voltar para o calmo e belo lugar onde nasceu. Numa cidade de Infortúnios, regida por uma lei de sangue, tudo pode acontecer.





Mari Scotti



A Mari abriu a pré-venda dos livros físicos da série Família Hallinson. Essa pré-venda terá dois diferenciais:
Primeiro: o livro tem orelha e será com folha amarela.
Segunda: é uma nova revisão que somente quem adquirir nesta pré-venda possuirá e com diagramação diferenciada.

Eu já garanti o meu combo. E falando em combo, adorei o nome dos combos. Confiram:


Combo Duque
Montanha da Lua + A Noiva devota + kit de marcadores autografados + botton dos dois livros + mimo surpresa + frete
R$ 65,00
PAGSEGURO (com taxa de boleto): clique aqui

Combo Marquês
Montanha da Lua + A Noiva devota + kit de marcadores autografados + frete
R$ 60,00
PAGSEGURO (com taxa de boleto): clique aqui

Combo Conde
Montanha da Lua + kit de marcadores autografados + botton do livro + frete
R$ 40,00
PAGSEGURO (com taxa de boleto): clique aqui

Combo Condessa
A Noiva Devota + kit de marcadores autografados + botton do livro + frete
R$ 40,00
PAGSEGURO (com taxa de boleto): clique aqui

Combo Visconde
Montanha da Lua + kit de marcadores autografados + frete
R$ 35,00
PAGSEGURO (com taxa de boleto): clique aqui

Combo Viscondessa
A noiva devota + kit de marcadores autografados + frete
R$ 35,00
PAGSEGURO (com taxa de boleto): clique aqui

Combo Barão
KIT de marcadores autografados + bottons + frete
R$ 10,00
PAGSEGURO (com taxa de boleto): clique aqui

FORMA DE PAGAMENTO
Depósito Bradesco
Agência 0502 Poupança 1007420-7
Mari Rech Scotti
CPF: 293714638-48

PAGSEGURO - link nos combos. O valor de frete R$ 4,00 é devido ao cobrado pelo site por boleto emitido.

Enviar comprovante de pagamento para mari.scotti@hotmail.com informando o Combo escolhido, nome para autografo e endereço completo até 20/10/2017.
Envio após recebimento dos livros.

L. F. Faria

Foi divulgada a capa e a sinopse da continuação de "Escuridão" da série The Dark World.

Até onde você iria para descobrir a verdade?
John, Ryan e Charlotte continuam vivendo as suas vidas normalmente após o misterioso incidente que destruiu toda a região de Wells e no qual eles foram os únicos sobreviventes. Mas sobreviver não significa estar seguro. Quando o plano criado por um maníaco por controle é colocado em ação – destruir os humanos e criar uma nova raça superior e submissa – a humanidade começa a caminhar para as suas ruínas e eles novamente se encontram no meio do apocalipse.
Determinados a sobreviver novamente e enfrentando criaturas mutantes, eles voltam ao vilarejo para investigar o passado do local e descobrir respostas para todos os mistérios, que acaba levando-os até o Havaí onde o vírus mortal poderia ter sido criado e encontram uma ameaça que é maior do que eles já enfrentaram... Os próprios humanos criadores do vírus Imortal.
O mundo agora é outro e as respostas para os mistérios parecem mais obscuras do que nunca. “Cinzas” é o segundo volume da série The Dark World, de L. F. Faria.

Curiosidades sobre o livro:
- O primeiro capítulo do livro chama-se "A Ascensão Sombria" e começa com o vilão, Tod Stocow.
- O último capítulo do livro chama-se "A Fúria dos Quatro Elementos" e é o resultado de todas as ações do personagens.
- A história se passa em Londres, Wells, Paris, Dallas e Honolulu.
- O mistério do vírus Imortal finalmente será revelado.
- Diferente do primeiro livro da série, Cinzas tem uma explicação científica para tudo o que acontece e teve uma mestre em Biologia envolvida na correção final.
- A música seria "Radioactive", da banda Imagine Dragons, serviu de inspiração para vários momentos da trama.
- Vemos um John mais brincalhão em alguns momentos do livro.
- Em "Cinzas" temos mais pistas na história do que em "Escuridão".
- É uma história sobre sobrevivência, conspiração política e bioterrorismo.
- The Dark World: Cinzas chega às lojas em cópias físicas e digitais em janeiro de 2018!

A postagem hoje ficou enorme, mas é que tinha bastante novidades dos nossos autores parceiros e eu não podia deixar de compartilhar com vocês.




© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo