26 abril 2017

Entrevista Géssica Marques

Hoje trago para vocês uma entrevista com a autora Géssica Marques. Seu livro Porcelana está em pré-venda, aproveite para adquirir o seu.


Quem é Géssica Marques, fale um pouco sobre você
Géssica Marques é uma garota sonhadora que adora filmes de terror! Sou blogueira, designer e escritora, sendo assim, sempre tenho alguma coisa para fazer. Adoro séries, animes e mangás.

Você sempre pensou em escrever um livro? De onde surgiu a ideia para Porcelana?
Porcelana surgiu através de um sonho que tive há muitos anos atrás, mas só agora que ele realmente tomou forma. Na época devo ter escrito uns quatro capítulos, mas só depois de muito tempo que consegui amadurecer a ideia, aliás, o primeiro capítulo do livro é a descrição do meu sonho.
Desde os meus 13 anos eu sempre gostei de ler, no caso, eu lia muitas fanfics de anime hehehe. Até que chegou um momento que pra mim não bastava mais só ler, eu precisava criar minha própria fanfic, e assim surgiu meu amor pela escrita.

E sobre Porcelana, o que podemos esperar da história?
Vocês podem esperar um livro repleto de empoderamento feminino. No livro tem batalhas, disputas de poder, sacrifícios, magia e claro, romance!


Quanto tempo o livro levou para ficar como você queria? 
Eu tinha escrito Porcelana, mas não estava da forma que eu queria, mas levou apenas um mês para que eu reescrevesse toda a história. Mas se for contar desde o momento da ideia até a forma final, acho que foram uns sete anos.

E quanto a publicação, foi difícil conseguir alguém que acreditasse em você?
Olha, difícil não é. O difícil é você ter dinheiro para pagar kkkkkk Recebi várias propostas, mas a que melhor se encaixava no meu orçamento e que atendia todas as demandas que eu apreciava e necessitava foi a Young Editorial. Até o momento não tenho nada a reclamar.

Todo mundo tem um autor favorito, quais são os autores que te inspiram?
Ah essa é fácil! J.R. Ward, Sylvia Day e a minha queria autora brasileira Kate Willians.

Agora vamos falar sobre projetos futuros, tem alguma coisa já engatilhada e quais os gêneros que você se sente mais à vontade escrevendo?
No momento tenho que escrever a continuação de Porcelana que é o livro final, mas já tenho histórias engavetadas e uma delas é sobre fadas, já está toda rascunhada e estou amando. Eu gosto muito do gênero voltado ao dark, ao mistério e com um romance hot.

Muito obrigada pela entrevista, se quiser deixar um recado para os leitores do blog fique à vontade.
Quero agradecer a Silvana por ter me convidado para a entrevista e pedir que vocês leitores adquiram Porcelana durante a pré-venda, pois me ajudará e muito já que tenho que bater uma meta de pré-venda. Espero que todos apreciem Porcelana!

Ficou interessado no livro? Compre o seu Aqui



24 abril 2017

Resenha | Caraval - Stephanie Garber


Livro: Caraval
Série: Caraval #1
Gênero: Fantasia
Autora: Stephanie Garber
Editora: Novo Conceito
Paginas: 400
Ano: 2017

Resenha:
Em Caraval conhecemos Scarlett Dragna, que vive na Ilha Conquistada de Trisda e acompanhamos através de cartas seu interesse pelo Mestre Lenda do Caraval e seus atores. Ela escreve cartas ao Mestre desde muito pequena, sempre tentando trazê-lo para as Ilhas Conquistadas, lugar de onde ela nunca saiu. Mas até seus dezesseis anos, quando em uma ultima carta ela anuncia que está noiva e vai se casar em breve, ela ainda não conseguiu. Mas quando enfim ela desiste, ela obtêm uma resposta do mestre. Ele responde sua carta dando os parabéns pelo seu noivado e dizendo que ficaria muito feliz se ela e seu noivo pudessem encontrar um jeito de sair da ilha e se juntar a eles em sua próxima apresentação. E junto a carta, vem três convites para o espetáculo.

Mas Scarlett nem pensa em aceitar, já que seu pai o governador Dragna, nunca vai permitir uma coisa dessas, ainda mais agora que ela está noiva de um conde, que ela ainda não conhece. E ela não quer chatear seu pai. Ela sabe bem do que ele é capaz. Seu pai, depois que sua mãe desapareceu, acabou por se tornar um tirano e usa o amor das irmãs uma pela outra, para manter o controle sobre elas. Por isso ela aceitou esse casamento de bom grado, para fugir das garras de seu pai. Mas Donatella, irmã de Scarlett não se conforma com isso, já que acompanhou o desejo da irmã por todos esses anos e decide que ela vai ir sim ao espetáculo, mesmo contra sua vontade. Ela então se une a um misterioso marinheiro, Julian, e juntos eles convencem Scarlet a embarcar nessa aventura.

Mas ao desembarcar em Caraval, Donatella desaparece e Scarlett descobre que ela agora faz parte do jogo. Quem tem um convite pode decidir apenas assistir ao jogo ou participar dele e Scarlett vai ter que participar se quiser encontrar a irmã, já que esse é o objetivo do jogo. Ela tem cinco dias para encontrar a Tella antes dos outros jogadores e ser a vencedora. Se ganhar, além de encontrar a irmã, ela ainda terá direito a um desejo concedido pela Lenda. E nessa aventura ela vai ter a ajuda de Julian. Mas seu tempo ainda é mais precioso, já que o jogo acontece em cinco dias, mas ela tem apenas três se pretende voltar a tempo de se casar. E Scarlett não pode esquecer de que tudo é apenas um jogo, ou não?


A Novo Conceito disponibilizou o e-book de Caraval para os parceiros, que será lançado aqui provavelmente em junho. E lançou um desafio, ler e resenhar o livro em cinco noites, a mesma quantidade de dias do jogo no livro. Achei essa ideia muito legal. Já faz algum tempo que a editora vem falando sobre o livro e como amei a capa e adoro livros de fantasias, é claro que já fiquei muito interessada em ler. E posso dizer que o livro alcançou e superou as minhas expectativas. Esse é o livro de estreia da autora e posso dizer sem sombra de dúvida que ela começou muito bem. Espero ansiosa pela continuação, já que a história é uma duologia.

Como em todos os livros de fantasia, a narrativa é bem descritiva, mas isso não se tornou um ponto negativo e sim serviu para nos colocar dentro do cenário proposto pela autora. E que cenário. É pura magia. O que é verdade, o que faz parte do jogo? O que é real? Como acompanhamos a história em primeira pessoa pelo ponto de vista da Scarlett, vamos descobrindo as coisas junto com ela e quando pensamos saber uma coisa, a autora vem e apresenta outro caminho. Achei o jogo muito bom e fazia tempo que não lia um livro com uma história assim. Ela é bem diferente de tudo o que tem nos livros do gênero. Achei fantástico. Além de todo a magia, temos uma pitada de romance e muito, mas muito mistério. É o tipo de livro que cumpre muito mais do que promete.

Uma coisa que me agrada muito, é quando os personagens evoluem ao longo da história e isso acontece com Scarlett. Ela tem um crescimento visível ao longo do livro. Mas o grande destaque da história na minha opinião foi o Julian, mesmo as garotas sendo as protagonistas. Todo mistério envolvendo ele deixou o personagem ainda mais interessante e a aproximação entre eles foi algo que torci para que acontecesse. Mas o romance não é o ponto forte do livro. Sem dúvida a relação entre as irmãs é um grande destaque na história. Eu que tenho quatro irmãos, mas como a diferença de idade entre nós é muito grande, onze anos, não somos muito próximos, então fico com inveja ao ver relações de amor como essa. E para não acabar falando demais, só me resta indicar o livro. Quando for lançado, não deixem de ler. Ele é incrível.

Nota:




23 abril 2017

Lançamentos de Abril da Novo Conceito


Livro: Mentiras como o amor
Autor: Louisa Reid
Gênero: Drama
Páginas: 473
Audrey sabe que sua mãe está certa quando tenta salvá-la de si mesma.
Ela sabe que tem sido injusta, por isso precisa, por seu irmão mais novo e por sua mãe, seguir em frente. Audrey tenta manter todos felizes. Juntos, eles estão em busca de dias melhores.
A mãe de Audrey, à sua maneira, tenta ajudar a filha a controlar a doença para que ela possa encontrar um recomeço seguro.
Então Audrey conhece Leo, mas ele torna a vida dela realmente complicada, pois essa amizade faz com que ela deseje ousar ser ela mesma, enfrentar a vida.
Agora, Audrey precisará decidir: cuidar de sua família especialmente de seu irmão ou continuar sonhando com a vida que tanto deseja?
Mentiras Como o Amor é deslumbrante e de partir o coração. É o novo romance de Louisa Reid, a autora aclamada de Corações Feridos.


Livro: Sociedade J. M. Barrie
Autor: Barbara J. Zitwer
Gênero: Romance
Páginas: 288
Após passar por altos e baixos na vida, Joey ­ finalmente tem uma grande oportunidade: a empresa de arquitetura onde trabalha decidiu mandá-la para Inglaterra para supervisionar a restauração de uma antiga casa. A Stanway House é o lugar onde J. M. Barrie teria escrito Peter Pan, o livro favorito de Joey. Entretanto, a tarefa se mostra mais difícil do que ela imaginava. Até que um dia, enquanto corria pelo parque, Joey conhece um grupo de alegres octogenárias. Elas são membros da Sociedade de Natação de Senhoras J.M. Barrie. O desafio delas é nadar nas águas geladas do lago. A cada dia de Natal, desde 1864, os membros da Sociedade fazem uma competição ao ar livre. J.M. Barrie era o patrono e deu aos participantes um troféu, agora conhecido como Troféu Peter Pan. Essa sociedade, adorável e divertida, transforma a vida de Joey, e marca o início de uma amizade que a mudará de maneira inesperada. Encontrar o amor é muitas vezes apenas um mergulho em nós mesmos.

Livro: Mais Do Que Isso
Autor: Patrick Ness
Gênero: Jovem Adulto
Páginas: 432
Um garoto se afoga, desesperado e sozinho em seus momentos finais. E morre. Então ele acorda. Nu, ferido e com muita sede, mas vivo. Como pode ser? Que lugar é este, tão estranho e deserto? Enquanto se esforça para compreender a lógica de seu pior pesadelo, o garoto ousa ter esperança. Poderia isto não ser o fim? Poderia haver mais desta vida, ou quem sabe da outra vida?








21 abril 2017

Resenha | Sempre Haverá Você - Heather Butler


Livro: Sempre Haverá Você
Série: Não
Gênero: Drama
Autora: Heather Butler
Editora: Novo Conceito
Páginas: 256
Ano: 2017

Resenha:
Em Sempre Haverá Você vamos conhecer a história de George e de sua família. George tem dez anos e seu irmão mais novo Theo tem oito. Eles se dão super bem, George é muito protetor em relação a Theo, mas de vez em quando eles acabam brigando um pouco. Eles moram com seu pai Jack e sua mãe Vitória e ela é a pessoa que George mais ama no mundo, principalmente quando eles jogam O Jogo Da Visita, um jogo onde ele aprende um monte de palavras novas e é um jogo que só ele e sua mãe jogam. Quando George gosta muito de uma palavra ele destaca e as palavras que ele não gosta, ele encolhe. Outro morador da casa é o cachorrinho vira-lata Goffo, o fedorento e mal educado Goffo que foi adotado junto com seu irmão Ivan, mas Ivan é muito obediente, já que ele mora com seus avós e vovó mandou ele para ter aulas de adestramento.

George adora ir a escola com seu melhor amigo Dermo. Eles até usam roupas iguais sem combinar. Se não fosse por Carl Worthington, a escola seria perfeita, mas Carl é muito malvado e sempre coloca medo nas outras crianças. Ele queria brigar com Carl, mas sua mãe diz que é errado brigar, por isso ele tenta ficar quieto quando Carl começa a provocação. O que ele nem sempre consegue. E uma das suas metas esse ano é ganhar o Concurso de Talento Animal do Festival de Verão desse ano, já que no ano passado Carl ganhou e está dizendo que vai ganhar esse ano de novo. O difícil vai ser fazer Goffo aprender algum truque para participar do concurso, já que ele é muito desobediente. Só se eles comprarem ele com o petisco que ele tanto ama, as orelhas de porco, mas depois que Goffo come, ele solta muitos gases.

E de repente alguma coisa fica diferente, sua mãe começa a ter dores de cabeça o tempo todo e não busca mais George e Theo na escola. E quando eles estão em casa, ela fica deitada a maior parte do tempo. Ela brinca com George muito raramente e quando o faz, ele percebe que ela não está se esforçando. Ela também não conta mais histórias engraçadas. Então seu amigo Dermo conta que descobriu o que a mãe de George tem. Ele ouviu suas mães conversando e ela tem câncer. George fica muito chateado e começa a ter pensamentos ruins, ele acha que sua mãe estar doente é culpa dele. E ele não tem coragem de falar com nenhum adulto sobre o que descobriu. Mas ele vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance para que sua mãe tenha momentos felizes antes de partir.


A história é narrada por George, por isso apesar do tema câncer ser bem pesado, a história é bem leve, já que vemos tudo o que acontece pelos olhos de uma criança de dez anos. Os capítulos são iniciados sempre com um Fato e são 84 fatos no total em 252 páginas, por isso os capítulos são bem curtos. E apesar de ter gostado muito da história me decepcionei um pouco com ela. São as benditas expectativas novamente. Esperava uma história que me emocionasse muito, o que não aconteceu. Achei a história mais divertida do que emocionante. A história que eu esperava ser sobre o câncer da mãe do George ficou em segundo plano e a história do cachorro teve bem mais destaque. E não foram só as expectativas, a sinopse me enganou também.

Pela sinopse tive a impressão de que eles iam inventar brincadeiras e se divertir tentando fazer a mãe do George esquecer a doença. Mas o que temos é uma narrativa das coisas erradas que o Goffo faz, e mais ou menos na metade do livro é que George descobre sobre a doença e ele acaba se fechando um pouco, porque acha que a doença é culpa dele. E a mãe pouco aparece dai em diante. Mas tirando isso, gostei da história. E achei interessante a autora abordar sobre esconder esse tipo de coisas das crianças achando que elas não vão entender o que está acontecendo. Foi bem pior eles terem escondido, porque George acabou criando uma fantasia na cabeça, achando que era culpa dele. Enfim, é um bom livro, mas leia sem muitas expectativas. Quanto a edição, está muito bonita. A diagramação é linda e dá gosto de ler e apreciar os detalhes.

Nota: 






20 abril 2017

Pré-venda Coroa de Ferro e Trono de Espinhos

E já está em pré-venda o novo livro da autora Alana Gabriela. Eu já estou louca para ler.

Em Coroa de Ferro e Trono de Espinhos, a A Bela e a Fera, Édipo Rei e Aquiles se encontram num universo repleto de ação, segredos, mistérios e romance.
Na corte de Portlaiose o vento sibila impiedoso, as sombras dançam nas paredes do castelo e a hierarquia invisível sobrevive como cinzas na neve...
O rei Marteen de Portlaise está morto e seu filho mais velho e o herdeiro direto, Joachim, subiu ao trono. Com o alvoroço das guerras nas fronteiras o pulso firme do jovem rei é o que tem sustentado o reino em suas constantes batalhas para proteger o território de invasores. Em meio ao caos e a busca para encontrar aliados, o irmão mais novo do rei, Gillean, acaba sendo morto. Uma caçada para encontrar o culpado se inicia. Tudo que Joachim pode fazer é ir atrás daquela que matou seu irmão para aplacar o mais temível de seus sentimentos e salvar o império da destruição.
Ele precisa encontrar Ceridwen Hill, a dama da legião!






19 abril 2017

Resenha | Três Amores - Roberta Martins


Livro: Três Amores
Série: Não
Gênero: Romance
Autora: Roberta Martins
Editora: Jaguatirica
Páginas: 164
Ano: 2016

Sinopse: 
Caruso é um professor preso às lembranças de sua amada e luta por uma sociedade mais justa; Ângela, esposa de Caruso, trabalha como secretária numa escola pública, e vive o presente intensamente; Paty, filha do casal, busca realizar seu desejo de um mundo melhor.
A ligação que existe entre eles é eterna, capaz de juntar todas as diferenças e fazer delas a faísca para a chama do amor. No entanto, é necessário que haja alguma interferência, para que os olhares possam ser renovados, e que a importância do sentimento seja notória.
O suspense, desta história envolvente de amor e superação, acontece através do uso habilidoso de técnicas narrativas alternadas e marcado por fatos históricos atuais.

Resenha:
Em Três Amores vamos conhecer Carlos Augusto Martinelli Junior, ou apenas Caruso como é mais conhecido. Ele é um professor de história que leciona em uma escola publica do ensino médio na periferia de São Paulo. Ele é um idealista que acredita que com suas ideias e ensinamentos ele consegue mudar o mundo. Por isso ele se esforça para ser o melhor professor que pode e sua missão é conscientizar seus alunos da necessidade de aprender a ouvir para então questionar e reivindicar nossos direitos e assim construir uma sociedade mais justa e evoluída.

Mas ele é muito introvertido quando o assunto é mulheres. Por isso que quando conhece Ângela, a secretária da escola onde ele vai lecionar, ele fica mudo e se apaixona por ela a primeira vista. Ângela é o oposto dele. Ela é desinibida, falante e sua voz parece música aos seus ouvidos. E ela é muito vaidosa e gosta de estar sempre muito bem apresentável. E essa diferença entre eles foi o que conquistou Ângela. Ele era tão diferente dos outros, educado, um perfeito cavalheiro e acreditava tanto em direitos iguais, em melhorias na educação e no governo, que estar com ele elevava sua autoestima.

E esse amor entre eles gerou um fruto, Patrícia. Caruso queria que ela se chamasse Leni, em homenagem a Lenin, mas Ângela não quis nem ouvir. E Caruso faz todas as suas vontades. Quando o assunto é a Ângela, Caruso fica cego. E Ângela criou Patty para ser uma cópia dela. Ela era sua menininha, ela não queria dividir Patty com ninguém. Mas nem tudo na vida acontece como queremos e Patrícia puxou ao pai. Ela é forte e decidida e as vezes estuda tanto, que até descuida da sua aparência, o que deixa Ângela chocada. E ainda por cima está estudando jornalismo.

Então quando conhecemos nossos protagonistas, vamos acompanhar a história deles em uma narrativa, ora em primeira pessoa na visão de cada um dos três, e ora por um narrador desconhecido, que só vamos conhecer no final do livro. E a narrativa se alterna entre passado e presente. Vamos acompanhar desde o começo do namoro de Caruso e Ângela, até os dias atuais, mais de vinte anos depois. E temos uma história que mescla ficção com muita realidade. Para os fãs de história e politica, esse é o livro a ser lido. Vamos acompanhar pelos olhos dos personagens desde à queda do muro de Berlim, o movimento dos caras pintadas, as Diretas Já, até o impeachment atual.

Quem me conhece sabe que História sempre foi a matéria que eu mais tive dificuldade na escola. Simplesmente não entrava na minha cabeça e acreditem, eu aprendi muito com esse livro. Acredito que são livros como esse que deveriam entrar na grade escolar, livros onde acompanhamos uma história fictícia mas que insere fatos e acontecimentos reais de uma forma agradável e não "obrigatória". É uma forma muito mais fácil de aprender, principalmente assuntos tão difíceis como politica, que a maioria do povo torce o nariz, mas que é essencial que todos saibam o que está acontecendo no nosso país.

Os personagens poderiam ser alguém que eu você conhecemos. Afinal quem não conhece alguém como o Caruso que deseja mudar o mundo. Ou como a Ângela que é vaidosa e valoriza a beleza, mas não esquece do amor pelo marido e pela filha. Ou então alguém como a Patricia que não aceita as coisas como são e luta pelo o que quer até conseguir. Por isso eu indico esse livro. Por ser um romance com personagens praticamente reais e que nos faz refletir sobre as coisas que nos rodeiam sem ser enfadonho. E tem um pequeno suspense para saber quem é o narrador oculto. Quanto a edição do livro, não posso dizer muita coisa já que li o e-book. mas gostei muito dessa capa.

Obrigada à editora por ter cedido o exemplar para a resenha.

Nota:




© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo