14 abril 2014

Resenha | A Ilha de Kansnubra e o Portal Perdido - Andrews Ulisses

No Colégio Braghton, é como em todas as escolas. Tem a turma dos "valentões" que sempre assustam os outros e tem aqueles mais fracos, que sempre procuram se esconder para não virar "alvo" dos "fortões". Garley faz parte do segundo grupo. Por ser de uma família mais pobre, o grupo dos valentões está sempre rindo de suas roupas e Garley morre de medo deles. Como eles sempre esperam Garley na saída da escola, ele já sai meio que correndo. Num desses dias, ele encontra um medalhão de ouro na calçada. Quando mostra para sua família, seu pai já pensa em vender, mas ao ficar sozinho, ele coloca o medalhão no pescoço e é ai que a magica acontece. Seu corpo é envolvido por uma névoa e numa fração de segundo ele não estava mais em seu quarto e sim em uma praça.

Não entendendo como isso pode ter acontecido, ele começa a reparar no lugar em que se encontra. Os prédio são estranhos e as roupas das pessoas são exóticas e extravagantes. Procurando por informações, ele acaba conhecendo Aldrich, que ao ver o medalhão, percebe na hora o que aconteceu. Ele explica a Garley que ele se encontra na ilha de Kansnubra, localizada no Triangulo das Bermudas, uma ilha encantada, secreta e inacessível para as pessoas que vivem fora dela. O único acesso é o medalhão encantado que Garley encontrou. Ele explica a Garley que existem dois medalhões e um portal, que juntos, são artefatos muito perigosos e depois que um mago tentou roubá-los, decidiram esconder um deles fora da ilha, mas Aldrich que ficou encarregado de escondê-lo, o perdeu antes de conseguir completar a sua missão. E foi assim que Garley o encontrou.

Os artefatos juntos foram usados para trazer tecnologia para a ilha,  pelo mago Zallezeres. Mas a ambição tomou conta dele, que roubou o portal e o levou para dentro da floresta, condenando a todos ao isolamento dentro da ilha, já que somente o portal pode levar para o mundo de Garley. Garley não vê outra opção, para voltar para casa, ele vai ter que entrar na floresta. Aldrich procura por Johnny, pois sua avó trabalhou por um tempo com Zallezeres. Johnny diz que sua avó lhe deixou um mapa da floresta destinado ao Herdeiro, que é mencionado em uma antiga profecia. Mas ele nunca leu o mapa que se encontra em branco. Aldrich, Johnny e sua família decidem ajudar Garley. Para isso eles precisam de armas.

Quando chegam a loja, Aldrich diz a Garley que tem uma espada que pertenceu ao Cavalheiro Dourado e que desde que ele morreu pelas mãos de Zallezeres, ninguém nunca mais conseguiu segurá-la. Ele diz a Garley que tente levantá-la, pois já é uma tradição entre as pessoas que entram pela primeira vez na loja. E para os espanto das pessoas presentes, Garley consegue segurá-la. A espada fez sua escolha. Será que Garley é o Herdeiro, o escolhido de quem se refere a profecia? A pessoa que irá salvar a ilha de Kasnunbra do mal? Mas como, se Garley não consegue salvar nem a si mesmo?

Já tinha lido resenhas desse livro em outros blogs, até por isso entrei em contato com o autor sobre a parceria. Pelas resenhas, eu já sabia que ia gostar do livro, mas não achei que gostasse tanto quanto eu gostei. Sabe aquele livro que você lê bem devagarzinho para durar bastante? Esse foi assim. Eu amei a história criada pelo autor. A ilha é um espetáculo a parte no livro. Me encantei com tudo e enquanto lia, ia imaginando um filme passando pela minha cabeça. As construções, as pessoas, os animais, e principalmente a magia em torno da qual gira a história, fizeram com que esse livro entrasse na lista dos meus favoritos. Sem falar nos dragões, que acho que já citei em outras resenhas, eu amo.

Os personagens são encantadores. Garley é apaixonante, um personagem que começou como quem não quer nada e acaba se tornando um personagem forte ao longo da história. Outro que me chamou muito a atenção foi o Johnny. Ele é hilário, as partes mais engraçadas foram com eles. Ele sempre tinha uma frase de efeito para a situação do momento. E Zallerezes? Como mago, não deixou nada a desejar. Ele aparece mais no fim do livro, mas está presente em toda a história. Amei! Se você assim como eu estava carente de um bom livro de magia desde Harry Potter, eu indico esse. Com certeza você vai gostar.
Nota:


15 comentários:

  1. "Se você assim como eu estava carente de um bom livro de magia desde Harry Potter" SIM, essa sou eu!!! Adorei a resenha e estou mesmo carente por bom livro de aventura e magia!

    Vou tentar parceria tb!!!

    Bjs, MI

    ResponderExcluir
  2. Tenho esse livro aqui em casa mas nunca o li,
    minha irmã leu e adorou, ele com certeza esta na minha lista de futuras leituras...
    Que bom que também curtiu o livro.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Sil!

    Sua resenha foi bem empolgada e contagiante. Adorei o clima do livro. Parece daquelas aventuras que te transportam para outro universo e te envolve completamente. Amei a resenha e sucesso para o autor.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Sil :)
    Menina, sua resenha ficou show de bola! Adoro quando a resenha é empolgante, dá vontade de ler o livro na hora. E foi isso que aconteceu comigo e sua resenha.
    Eu gosto muito de livros com aventuras, de preferência daquelas de tirar o fôlego e fazer o leitor viajar.
    Já anotei sua dica e espero ler em breve.
    Beijão
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  5. Olá Silvana,

    Não tinha lido nenhuma resenha do livro, pelo seu ponto de vista o livro merece ser lido, dica anotada =)

    http://www.viajenaleitura.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Sil, nossa, legal saber que você gostou tanto assim. Não há nada melhor do que se encantar por um livro, ainda mais de parceria. Também já tinha lido outras resenhas, mas nenhuma tão apaixonada como a sua.. hehe Valeu a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  7. Não é meu estilo, mas parece bem interessante.

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li este livro, mas assim como sua resenha só ouço e veja coisas ótimas sobre o livro.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Não tinha ouvido falar do livro ainda, mas gostei da resenha e parece ser um bom livro, todavia não faz muito meu estilo (por mais que eu esteja tentando, realmente, mudar isso rsrs). Boa dica!
    Beijos,
    Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Silvana, estou muito feliz por você ter gostado da leitura do livro e me sentindo incentivado e inspirado com a ótima resenha! Muito obrigado pelo carinho e apoio e muito sucesso com seu blog!

    ResponderExcluir
  11. Já vi algumas resenhas desses livro e cada vez mais a leitura me chama a atenção, parece ser bem diferente, gostei da resenha e que bom que adorou a leitura.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi oi!!

    Não tinha ouvido falar do livro, esse tema de magia não me atrai muito muiito, mas me atrai, parabéns pela bela resenha!

    Beijinhos,

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Sil,
    O livro parece ótimo e ainda mais, vindo de um autor nacional!
    A estrutura fantástica parece bem legal e gostei bastante da premissa!
    Vou adicioná-lo a minha wish list, rs :)

    Beijos
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro e a sua despertou MUITO meu interesse! Quero conhecer a ilha e o Garley, para saber como ele te encantou tanto.

    Beijo
    Mari | Sem Querer me Intrometer

    ResponderExcluir
  15. Olá Sil,

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, gostei demais e gostei muito da capa e já anotei a dica.....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo