22 junho 2017

Resenha | A Espada de Vidro - Victoria Aveyard


Livro: A Espada de Vidro
Série: A Rainha Vermelha #2
#1 - A Rainha Vermelha
Gênero: Distopia
Autora: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Ano:  2016
Páginas: 496

Resenha: 


Contém spoiler do livro anterior. 


"Se sou uma espada, sou uma espada de vidro. E já me sinto prestes a estilhaçar."

Mare Barrow só tinha uma preocupação na vida, prestes a completar dezoito anos, ela queria descobrir um jeito de escapar do alistamento obrigatório na guerra de Norta contra Lakeland. uma guerra sem sentido que já dura anos. E é exatamente tentando escapar do alistamento que ela conhece o príncipe Cal e ele consegue um emprego para ela como criada da família real. Mas as coisas não acontecem como o esperado e logo no seu primeiro dia no emprego, Mare descobre que apesar de ter o sangue vermelho, ela tem a habilidade de controlar a eletricidade. Os poderes até então eram exclusivo dos prateados. Mas essa descoberta se dá em publico e para contornar a situação o Rei faz um acordo com Mare e ela terá que fingir ser uma nobre prateada. Só que a Guarda Escarlate, um grupo de vermelhos rebeldes, vê Mare como um trunfo e Mare acaba fazendo um jogo duplo.

Porém Mare confia na pessoa errada e as coisas terminam da pior forma com Mare e Cal condenados a morte. Só que eles conseguem fugir com a ajuda da Guarda Escarlate. Mas Cal apesar de estar com eles, aos olhos de todos os vermelhos ele é um prateado, por isso ele está algemado, mesmo tendo todos os prateados em seu encalço, já que ele é acusado de matar seu próprio pai, cortesia de Maven e da Rainha Elara. E mesmo tendo conseguido fugir da execução eles ainda não estão seguros. Enquanto fogem no trem em direção ao esconderijo da Guarda Escarlate eles sabem que a qualquer momento Maven vai atacar. E Cal avisa que Maven vai vir com tudo o que eles tem. E depois de ter sido traída da pior forma, Mare não sabe se pode confiar em Falsey mesmo que seu irmão Shade, que graças a Deus esta vivo e tem poderes como ela, e seu amigo Kilorn, estejam com a Guarda.

E Cal estava certo. Eles são atacados pelo ar e por terra. Mas nem Cal poderia imaginar o que Maven faria: a linha de frente é ocupada por criados vermelhos acorrentados servindo de escudo para os soldados prateados. E novamente Mare e Cal lutam juntos e mesmo com toda destruição causada por Maven e seu exército, eles conseguem escapar. Mas Mare não é mais a mesma. Aquela Mare morreu no dia em que caiu no escudo elétrico. Essa nova Mare não confia mais em ninguém e não consegue se encaixar entre os vermelhos que também não a veem como uma igual. Por isso Mare só tem um objetivo em mente: encontrar os iguais a ela. Ela tem uma lista de vermelhos com poderes prateados. O problema é que Maven também sabe todos os nomes que estão na lista e chegar até eles antes de Maven é uma questão de vida ou morte. E se conseguir eles terão um exército para lutar de igual para igual.

"Sou a primeira a agarrar seu braço. Seguro firme. Ainda que não possa confiar em Kilorn, em Cal e em mais ninguém, posso confiar no poder. Na Força. Na energia."

Quando fui ler A Rainha Vermelha, li morrendo de medo, porque até então tinha lido muitas resenhas negativas dele. Era todo mundo falando que não tinha nada original na história, que era basicamente uma salada de outras distopias. E também era só coisas negativas sobre a protagonista. Mas felizmente eu li o livro e amei. Realmente tem muitas coisas de outros livros, mas se pensar por esse lado, qual livro que a gente lê que não tem nadinha de nada de algum outro que a gente já leu ou ouviu falar. Mas apesar de ter amado, eu acabei demorando um tempão para ler o segundo. Só agora consegui pegar ele para ler. E dessa vez infelizmente eu tenho que concordar com as resenhas negativas que li da série. O segundo livro pouco acrescentou à história e tem muitas referencias a outros livros famosos. Tem até uma cena muito igual a Jogos Vorazes. E a protagonista, meu Deus.

Eu tinha gostado da Mare no primeiro livro, mas nesse eu até que tentei dar desculpas para suas atitudes, mas no fim não teve jeito, fiquei com vontade de entrar no livro e dar umas sacudidas nela para ver se ela enxergava alguma coisa que não fosse seu próprio umbigo. Ela passou metade do livro se lamentando porque foi traída pelo Maven e não querendo acreditar que aquilo realmente tinha acontecido e passou a outra metade achando que era a super poderosa invencível que não importava quem ela magoasse pelo caminho, que no fim só o poder dela é que valia a pena. Se eu fosse a autora ia dar um jeito de ela perder seus poderes só para ver o que ela ia fazer. Mas gostei do que a autora fez no final, ela merecia muito mais do que aquilo. Como já estou com o terceiro livro aqui na estante, já vou começar a ler e espero que ela mude essas atitudes, se não vai ficar impossível continuar lendo a série.

Mas nem tudo foi ruim, até por isso ainda dei uma nota alta para o livro. Espada de Vidro começa exatamente na mesma cena em que A Rainha Vermelha terminou, por isso já temos ação logo no inicio do livro. E o livro é praticamente isso, ação, atrás de ação. Não temos grande reviravoltas como no primeiro, mas eu como fã dos X-Men, não poderia deixar de apreciar tantas pessoas com poderes juntas. Eu queria muito ter o poder de uma das garotas. Ela tem uma memória perfeita, consegue se lembrar de tudo o que já leu, ouviu ou viu em sua vida. Imagine que bom seria para lembrar de todos os livros que já lemos? hehe. Quanto aos demais personagens, Maven pouco aparece, e quando o faz rouba a cena. Cal me decepcionou um pouco também por ficar passando a mão na cabeça da Mare. E os outros praticamente foram ofuscados pela chatice da Mare, que é a narradora da história. Mas em compensação a capa está ainda mais linda que a do primeiro livro. Emfim, leia por sua conta e risco.

Nota:







16 comentários:

  1. Em um primeiro momento fiquei louca para ler essa série, ai vieram as resenhas. Uma atrás da outra detonaram a história e minha vontade foi para o chão kkk Vou acompanhar suas resenhas e ver se a história da um up pq as capas são lindas e eu amo histórias de pessoas com poderes! X-mens <3

    Uma Pandora e sua Caixa

    ResponderExcluir
  2. Oie Sil =)

    Ao contrário de você não gostei da Mare logo de começo rs... E apesar dela ter melhorado um pouco no terceiro livro, continuo torcendo para ela ter um final como Tris Prior, por que de verdade não vejo como ela vai conseguir ter um final feliz depois de tudo pelo qual passou e vai passar.

    Gosto da série, apesar de ter começado a ler ela com desconfiança e saber bem lá no fundo, que ela é uma cópia de outras séries. Mas fazer o que né? A gente se apega a história e aos personagens rs...

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  3. O que eu gostei bastante nesse livro foi o surgimento de novos vermelhos poderosos, mas foi só você colocar o nome Maven na resenha que eu me lembrei do porquê que eu não peguei o terceiro para ler ainda: a presença dele me dá preguiça demais e a preocupação da Mare com ele zzzzzzzz

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Sil, sua linda, tudo bem?
    Eu gosto muito de encontrar referências de livros e filmes que amo, mas cópia? Aí não é legal. Mas eu não desisti da vontade de ler, porque mesmo com pontos negativos, as pessoas não largam a série, você inclusive deu nota alta, risos.. O que mais chama a minha atenção aqui é que não confio em ninguém dessa trama, desde o início tive a sensação de que ela estava sendo usada. E não gostei dela fazer jogo duplo. Eu simplesmente amo distopias, por isso não vou resistir a essa. Como sempre resenha super sincera, dá para a gente saber que expectativa ter pelo livro, adorei!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Comprei essa série tem mais de um ano e ainda não consegui ler! Kkkkkkkkkk
    Tô quase trocando os livros! Falta o último que foi lançamento.
    Ê dúvida!!!

    Literatura Estrangeira

    ResponderExcluir
  6. Oi Sil eu ainda não li o primeiro livro, vou esperar sua conclusão sobre a série hehehehehe mas sei como é ter vontade de dar umas sacudias nos personagens! Entendo bem!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Eu já muita coisa sobre este livros, positivas e negativas, mas eu nunca tive vontade de lê-los.
    Fico feliz que tenha gostado do primeiro, e que mesmo o segundo não sendo o que esperava, ainda gostou de algo, mas toda vez que penso em comprá-lo, acabo desistindo.
    Por enquanto não vou ler, quem sabe mais para frene, né? De qualquer forma, adorei sua sinceridade na resenha, alguns personagens conseguem nos irritar mesmo a gente querendo gostar deles... kkkkk
    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
  8. Oi Sil, tudo bom?
    Menina, eu adoro tanto a Mare. Pra mim ela é a Katniss que deu certo; gostei muito da jornada dela nesse livro. Todo o egoísmo e o rancor que ela criou no decorrer das páginas são muito importantes pro desenvolvimento da personagem. Que pena que ela não funcionou pra ti ç_ç
    MAVEN MEU AMORZINHO MAIOR. Amo mais que lasanha!
    O Cal por mim podia morrer congelado que não faria falta alguma, espero que a Victoria realize meu sonho :P
    Excelente resenha! A Prisão do Rei é bem paradão, mas é um livro fantástico. O meu favorito até agora da quadrilogia.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  9. Ainda bem que o livro tem bastante ação, porque pelo visto foi o que salvou o segundo volume. Tenho receio em ler essa série tanto pela salada de distopias, quanto por não me interessar tanto, mas acho que ao menos com o primeiro volume vale a pena arriscar né


    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi, Sil. Tudo bem?
    Olha, eu vou um pouco na contramão. Eu li o primeiro livro da série e gostei pouco (achei meio arrastado e nada original), mas aí, ao contrário de você, eu adorei o segundo livro. Para mim teve mais tensão e me agradou. Em compensação o terceiro... já escrevi a resenha no blog e realmente não é dos meus preferidos tbm.

    Boas leituras.
    BJux.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Sil, ainda não conhecia essa série, mas não faz muito meu estilo de leitura preferida.
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sil!
    Eu larguei essa série justamente porque não aguentava a Mare e seus mimimis... eu digo que quem consegue terminar esse livro deveria ganhar um prêmio, porque não é fácil!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos de A Colecionadora de Histórias

    ResponderExcluir
  13. Acho que um livro que te prende mesmo com ódio da protagonista deve ser bom, apesar que agora estou na dúvida se leria ou não rs Mas gostei da resenha!

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Silvana!
    Eu acabei não lendo a resenha por conta dos spoilers em relação ao livro anterior. Estou doida querendo começar essa série, mas tem tantos livros para ler, que ainda não consegui entrar nesse mundo. Porém uma hora eu consigo! Hahaha
    Beijos
    Vivian San Juan
    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir
  15. Oi Sil
    Não sei se já falei aqui, que eu ganhei o primeiro livro em um sorteio, comecei a ler, mas não fluiu a leitura. Ainda sim tenho curiosidade, pq sempre vejo resenhas positivas da série, quem sabe um dia eu retome.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi
    pena que a protagonista te irritou nesse livro, mas pelo menos gostou da leitura.
    Sempre vejo falarem mal dela e a sua foi positiva.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© Blog Prefácio ♥ 2016 - Todos os direitos reservados ♥ Criado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo